Rio de Janeiro, 19 de Maio de 2024

Quer melhorar seu marketing pessoal?

 

Martinha Gondim, empresária e especialista em desenvolvimento pessoal, dá cinco dicas para realizar a escuta de uma forma genuína e amigável

O marketing pessoal é um dos pilares da evolução profissional. Por meio dele, a pessoa aumenta sua presença na área de atuação, firmando-se gradativamente como uma figura de autoridade.

Entretanto, trabalhar o marketing pessoal nada tem a ver com uma prática de autopromoção, mas sim com a imagem que você quer projetar de si mesma aos seus colegas. Nesse processo, é essencial, também, saber exercer a escuta.

“O marketing pessoal envolve um conjunto de valores que eu transmito para as outras pessoas. Se eu não me demonstrar atenciosa e disposta a compreender a perspectiva do outro, poderei ser vista como individualista e egoísta”, afirma Martinha Gondim, empresária, especialista em desenvolvimento pessoal e fundadora da A Vida Que Sonho, uma das maiores organizações de vendas diretas e marketing multinível do Brasil.

Por isso, segundo Martinha, a escuta é parte fundamental do desenvolvimento pessoal. “Sozinhos não crescemos. É importante que saibamos enxergar o ponto de vista do outro, filtrar o que faz sentido e levar esse conhecimento para a vida”, aponta.

A seguir, confira cinco dicas para realizar a escuta de uma forma genuína e amigável:

 

  • Aproxime-se de seus colaboradores

Um profissional que se esconde, que não se mostra presente, fatalmente não se destaca. Para que o reconheçam, é indispensável sair da caixinha. “Conheça e interaja com diferentes setores da sua empresa. Mostre-se disposto a auxiliar caso seja preciso. É com essas primeiras interações que se constrói um networking legítimo”, declara.

 

  • De fato, escute

“Foque em quem está falando com você. Faça perguntas caso tenha dúvidas, mas, se possível, evite interromper. Coloque-se na posição de aprendiz e se permita aprender algo novo com seu colaborador”, pontua.

 

  • Tenha interesse

Um profissional de uma área diferente entrou na sua equipe? Procure por ele, faça perguntas sobre o setor, mostre interesse genuíno por conhecê-lo. “É a partir do estabelecimento dessas relações que você se torna conhecida. Dessa maneira, o outro naturalmente ficará mais cativado a saber mais sobre você e, assim que se deparar com um desafio que envolva sua atuação, você será a primeira pessoa procurada”, diz.

 

  • Estimule um ambiente colaborativo

Vá além da mera escuta. Caso surja uma demanda que a conecte com o conhecimento de alguém de sua equipe, não hesite em procurá-la para trocar experiências. “Valorizar a capacidade do outro ajuda a fomentar um ambiente colaborativo e, portanto, mais saudável para que você e a equipe possam evoluir e potencializar resultados”, comenta.

 

  • Não tenha medo de dar sugestões

Importante salientar: ser ouvinte não significa não opinar. Exponha suas ideias, dê sugestões construtivas e mostre que está atenta ao que o outro diz e disposta a sugerir soluções ao problema. “Não confunda a escuta com passividade. Afinal, escutar também significa abrir espaço para reflexões e, assim, encontrar alternativas para um desafio que outro possa estar lidando”, reitera.

 

Sobre Martinha Gondim

Martinha Gondim é empresária atuante na indústria do bem-estar, consultora independente, palestrante nacional e internacional, escritora e responsável pela A Vida Que Sonho, uma das maiores organizações de vendas diretas e marketing multinível do Brasil.

Em seus 23 anos de atuação profissional, adquiriu, acumulou e desenvolveu competências em desenvolvimento e marketing pessoal, formação de equipes, expansão de negócios, liderança, marketing multinível, planejamento estratégico e vendas diretas. Com A Vida Que Sonho, já formou mais de 30 mil consultores em 35 países.

Site: www.martinhagondim.com.br

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Simone Tavares

Fonte:G Comunicação