Rio de Janeiro, 21 de Setembro de 2020

A cirurgia que nenhuma mulher gosta de contar

A cirurgia que ninguém gosta de contar 

Muitas mulheres estão recorrendo a prótese de glúteo para aumentar ou levantar o bumbum. 


 

Que o bumbum feminino bem desenhado e saliente é a marca da mulher brasileira e que esse detalhe da beleza feminina atrai os olhares masculinos todo mundo já sabe!

Mas, o que a maioria das pessoas não sabe, é que  a busca por corpos perfeitos tem levado  muitas mulheres a recorrerem a prótese de glúteo.  

Após o carnaval o que se viu nas revistas foram lindas mulheres com corpos perfeitos, mas, agora com a febre das cirurgias plástica a pergunta que fica no ar é: será que é tudo dela?

Na realidade as celebridades contam que mudaram um pouquinho aqui e outro ali, mas, é difícil quem revele que já aumentou ou reformulou o bumbum.

 

Apesar de o bumbum avantajado ser uma característica das brasileiras, nem todas elas nascem com o glúteo perfeito e depois, com os anos a tendência é eles perderem a firmeza e o formato redondinho.  Para aperfeiçoar ou aumentar o bumbum, mais uma vez, a cirurgia plástica se torna um aliado.

 “A cirurgia plástica para deixar o bumbum maior, mais redondinho ou fortalecido é realizada através da colocação de uma prótese de gel de silicone dentro do músculo glúteo maior. Há vários tipos e modelos de próteses de glúteo, cada uma com uma indicação dependendo do tipo de nádegas da paciente. O conteúdo é de gel de silicone de alta coesividade. O envoltório da prótese também pode variar, sendo texturizado ou liso. A escolha da prótese de glúteo ideal será feita na consulta médica, quando o cirurgião examinará a paciente e escolherá a melhor prótese para produzir um melhor resultado para o aumento da região glútea, que em cada paciente é diferente.”, explica Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional – Assessoria Administrativa.

  Os cirurgiões indicam a prótese de glúteo para os pacientes com nádegas pequenas ou que após emagrecimento tiveram grande redução do volume, com uma queda do bumbum muito grande.  A anestesia usada no procedimento é a peridural, a cirurgia dura em média de 1 a 2 horas com
permanência no hospital de cerca de um dia e a cicatriz fica escondida, com difícil percepção.

 

Para quem deseja fazer a cirurgia e não tem como pagar a vista muitos  especialistas, para facilitar a vida do paciente, já trabalham com empresas que prestam serviço de assessoria administrativa e financeira. “Após  consulta ao cirurgião plástico, o paciente terá um orçamento e poderá solicitar o crédito através de uma empresa que presta o serviço de assessoria administrativa e financeira.”, finaliza Korn.

 

 

 

Crédito:Cris Padilha

Autor:Mariana Ferrini

Fonte:Universo da Mulher