Rio de Janeiro, 28 de Setembro de 2021

Para rejuvenescer as mãos: hand lifting!

Em meio ao aparato de tratamentos e rituais de beleza dos dias de hoje, na maioria das vezes, as mãos ficam esquecidas. Até mesmo os mais vaidosos relaxam. São poucos os que hidratam, massageiam, as protegem do sol e mantêm um kit de cremes específicos para essa região do corpo.
 
 
"A mão é muito exposta à ação do frio, calor e freqüentemente se encontra em atividade. Esses fatores contribuem para que a pele do dorso fique flácida, desidratada, perca elasticidade e fique com as veias muito nítidas”, explica o cirurgião plástico Lecy Marcondes Cabral, diretor-clínico da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo. Além do mais, dependendo da predisposição de cada pessoa, com o passar dos anos, surgem as manchas senis, que contribuem ainda mais para o aspecto envelhecido das mãos.
 
 
É impossível determinar exatamente quando as mãos começam a envelhecer. Existem pessoas que antes dos 50 anos já apresentam mãos enrugadas e com manchas senis, devido, principalmente, à exposição exagerada ao sol, sem o uso de protetores solares. “Devemos lembrar que a ação do sol na pele é acumulativa e seus efeitos só vêm à tona mais tarde”, observa Lecy Marcondes.
 
Fatores hereditários, algumas patologias, o fumo e até mesmo o estresse também contribuem para o processo de envelhecimento das mãos. “A insatisfação com a aparência das mãos é muito comum. O cirurgião plástico está apto a indicar a melhor opção de tratamento para cada paciente”, diz o médico, mestre em cirurgia plástica pela Escola Paulista de Medicina.
 
 
Plástica nas mãos
 
O hand lifting é a cirurgia plástica de rejuvenescimento das mãos, onde todo o excesso de pele que provoca a flacidez é retirado. Dependendo do caso, a incisão poderá ser feita na borda lateral da mão ou então na região do pulso.
 
"O hand lifting é geralmente acompanhado de um peeling (feito com TCA, fenol ou abrasão) para a retirada das manchas senis", esclarece Lecy Marcondes. A cirurgia não exige hospitalização. O paciente opera e volta para casa, no mesmo dia. A anestesia é local e o pós-operatório é tranqüilo. “Após a cirurgia, o paciente deve manter a mão imobilizada para não prejudicar o processo de cicatrização”, afirma o médico. Além disso, não pode deixar de usar os cremes hidratantes e os protetores solares indicados pelo cirurgião plástico.
 
O hand lifting vem sendo muito associado a outras cirurgias plásticas. A paciente que vai fazer uma plástica no rosto, por exemplo, aproveita a anestesia e a hospitalização e também rejuvenesce as mãos.
 
 
 
Uso de ácidos
 
Outra alternativa para remover as indesejáveis manchas senis é a aplicação do ácido tricloroacético (TCA), a 30% ou 40%, nas pintas. A substância provoca um leve ardor momentâneo, mas não desestimulante. "Esse procedimento pode ser combinado com um peeling na mão inteira, para renovar toda a pele, deixando-a mais lisa, macia e com o tecido mais firme", informa Lecy Marcondes.
 
Nos dias seguintes à aplicação do ácido é esperada uma descamação da pele. Nesse período é preciso evitar o contato com água e produtos químicos. “Na primeira aplicação do ácido, os resultados já aparecem. No entanto, o número de sessões vai depender de cada caso, do número de manchas e da cor da pele de cada paciente”, explica o especialista.
 
 
 
Laser
Outra opção de tratamento das manchas senis é a utilização do laser. O mais empregado é o Krypton, especial para retirada de pigmentos. O processo é indolor e, muitas vezes, apenas uma sessão é suficiente para resolver o problema.
 
 
 
 
Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo
Endereço: Rua Dr. Sodré, 122. Conjunto 75.
Vila Nova Conceição.
Atendimento: De segunda a sexta.
Horário: 08h30min às 18h30min horas.
Tel: (11) 3845 0802.
 
LECY MARCONDES CABRAL
Lecy Marcondes Cabral é mestre em cirurgia plástica pela Escola Paulista de Medicina, onde apresentou dissertação sobre o emprego da pele sintética para o tratamento de queimados. Integra o Corpo Clínico do Hospital e Maternidade São Luiz – onde também compõe a Comissão de Ética Médica – e do Hospital Israelita Albert Einstein. É o diretor da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.
 

Crédito:Fatima Nazareth

Autor:Márcia Wirth

Fonte:Excelência em Comunicação