Rio de Janeiro, 21 de Setembro de 2020

Pele bonita no Verão

Pele bonita no Verão
Nesta época de verão e calor, onde o corpo fica mais em evidência, a obsessão pela forma perfeita está em alta.
 
Todos querem estar bronzeadíssimos.
 
Academias e clínicas de estética ficam lotadas.
 
O calçadão é um sobe e desce de gente caminhando e correndo, se exercitando, malhando.
 
Sem falar nas areias da praia, com gente jogando volei, frescobol e outras atividades debaixo de sol escaldante.
 
Mas para conseguir um corpo bem bonito, muitos sacrifícios devem ser feitos, e todo cuidado é pouco, principalmente com a pele.
 
As manchas, causadas pelo sol ou algum tipo de tratamento, preocupam principalmente as mulheres, pois comprometem esteticamente a aparência da pele. Mas muitas continuam abusando do sol, utilizando os piores horários para se bronzear, sem falar no uso de bronzeadores caseiros.
 
"Algumas substâncias, quando expostas à radiação solar, reagem na pele, causando queimaduras de segundo grau, que podem ficar para sempre", avisa o médico estético Roberto Rodolfo Jr, diretor da Regional Rio da Sociedade Brasileira de Medicina Estética.
"As conseqüências não são só estéticas. Certas manchas, se não forem tratadas, podem causar sérios riscos à saúde", alerta o especialista.
 
Outra mania são as clínicas de estética. Tratamentos como o que elimina os temidos vasinhos, a escleroterapia (secagem por injeção de  líquido à base de glicose), também pode causar manchas escuras logo depois.
 
Mas segundo o Dr. Roberto, não há motivo para preocupação.
 
"É possível clarear novamente a pele com o ácido tioglicólico. O escurecimento acontece por causa do depósito de ferro nos tecidos, estimulando a produção da melanina. O ácido “quebra” a ação do ferro e absorve o pigmento que dá cor, retirando a mancha."
 
Por isso, siga algumas regras básicas para não se expor demais ao sol e procure sempre orientação de um especialista.

 
 

 
 
 

Crédito:Kenia Pinheiro

Autor:Kenia Pinheiro

Fonte:DMC21