Rio de Janeiro, 21 de Setembro de 2020

Crespo ou liso, eis a questão

Crespo ou liso, eis a questão
Tudo bem que a tal chapinha japonesa é o novo objeto de desejo das mulheres, sobretudo as que buscam efeitos duradouros como os da técnica, que promete cabelos lisos por seis meses. Mas há quem diga que os resultados a longo prazo estão longe de agradar. Árduos defensores do visual despojado dos cachos e da beleza típica da brasileira, Dudu Meckelburg e Nonato França, do HBD spa, e o moderninho Neandro Ferreira, que se divide entre o Crystal Hair, em Ipanema, e o espaço de beleza da Index, no Centro, mostram cortes, tratamentos e produtos que garantem brilho e vida a cabelos ondulados, cacheados e crespos.

A atriz Carla Marins e a apresentadora de TV Gloria Maria mostram que os cachos são mais versáteis do que se imagina. Obrigada a alisar as madeixas para viver a Karina de “As lágrimas amargas de Petra Von Kant”, em cartaz no Centro Cultural da Justiça Federal, Carla diz que prefere ser escrava da escova por um período a ter os cabelos lisos para sempre.

— Depois que eu vi que os meus cachos eram fáceis de administrar, fiz as pazes com eles e nunca mais tive problemas — diz Carla.

Glória Maria tem os fios tingidos e relaxa a raiz de dois em dois meses, mas não abre mão de usar os cachos quando bem entende, fora das gravações do “Fantástico”.

— Nada é definitivo na vida. Eu gosto da multiplicidade de opções. Para ficar com os cabelos lisos para o programa, faço escova e acabamento com chapinha, protegendo os fios do aquecimento com spray Laminates, da Sebastian. Quando quero usá-lo mais estruturado, com os cachos, posso pôr gloss e ficar com um look étnico natural ou usar uma cera e rolinhos — diz Gloria.

Satisfeita com seus cachos, a atriz Ana Paula Arósio já declarou que só alisaria os cabelos para viver uma personagem especial. Dudu Meckelburg, do HBD spa, diz que as clientes preferem o cabelo crespo bem tratado ao liso sem vida.

— O alisamento só muda de nome. A técnica japonesa parece uma versão da pasta de abacate. É impossível ter resultados maravilhosos quando se usa soda cáustica da raiz às pontas e, em seguida, uma chapa a 180 graus — diz Dudu.

Avesso ao look artificial da chapinha, Neandro Ferreira, o queridinho da tribo alternativa, ganha popularidade dando visual moderno a cabelos ondulados e crespos.

— É difícil encontrar alguém que faça um corte diferente para cabelos cacheados porque a nossa mentalidade é parecida com a dos americanos, que adoram este visual — diz Neandro, que usa e recomenda finalizadores e cremes da Tigi, a rede londrina Toni & Guy.

Crédito:Anna Beth

Autor:Carla Marques

Fonte:Universo da Mulher