Rio de Janeiro, 24 de Maio de 2017

Mayara Paz

Você é o que você carrega

Semana passada resolvi comprar uma bolsa nova. A minha, de tão gasta, parecia uma reunião de uvas passas. Particularmente não sou muito fã de shopping mas diante da situação em que se encontrava minha finada bolsa, não tinha escolha. E lá fui eu.

Leia mais

(Des) Educação

Ando pelas ruas com medo. Não de terremotos, muito menos de enchentes. Mas, de gente. Sim, tenho medo de gente. Você não?

Leia mais

Detalhes

Instantes, relações, palavras, momentos. Fatos importantes da vida passariam despercebidos muitas vezes não fossem por um detalhe: o detalhe!

Leia mais

Família

Família deveria ser uma união estável. Deveria, pois na prática a teoria é outra.

Leia mais

Sem medo de ser feliz

Passamos a vida em busca da dita cuja felicidade. Trabalhamos para sermos felizes, nos relacionamos para sermos felizes, ficamos ricos para sermos felizes. E quando nos sentimos finalmente felizes, encontramos mais um obstáculo entre nós e a divina felicidade: algo a ser conquistado. Por que isso?

Leia mais

Doação: um ato de amor

Ajudar ao próximo é dever de todo cidadão. Ou pelo menos para aqueles que ainda tem um coração. Mas, é atividade que tem sido pouco, ou quase nada difundida em nossa sociedade...

Leia mais

Crianças - Por Mayara Paz

Crianças são realmente como anjos. Embora algumas de suas travessuras nos façam esquecer disso, às vezes.

Leia mais

Todas as cores do mundo

O que seriam das fotos em preto e branco sem o contraste das citadas cores? E do arco-íris sem a junção dos tons? Seriam puramente detalhes apagados, sem brilho e paixão...

Leia mais

Ser diferente é normal

Quem defende a idéia contrária ou é alguém perdido em si ou em relação ao próximo. Por quê? Simples, todos nós somos diferentes. Ninguém é igual a ninguém em nenhum aspecto.

Leia mais

Banalização da violência

Cansei de ligar a televisão ou andar pela rua e ver cenas de violência.

Leia mais

Animais

Quem são os irracionais?

Leia mais

Natureza em risco

Já não encontramos árvores em série para os balanços das crianças. As flores que enfeitam nossos jardins foram deixadas de lado, cedendo lugar ao chão de cimento e sem poesia. E o motivo desta nova realidade é a falta de cuidado que tivemos com nosso futuro.

Leia mais