Rio de Janeiro, 06 de Dezembro de 2021

Conheça 5 dicas para começar o ano com o pé direito no amor

Ter sucesso no amor depende muito mais de você do que do acaso ou da sorte.

Especialista em melhorar relacionamentos e em ajudar a estar pronto para um novo amor, dá dicas valiosas para renovar o coração nessa virada de ano, entrando 2022 com a vida amorosa plena e feliz – seja ela acompanhada ou não.

Segundo ela, uma boa relação não cai do céu e exige que os amantes tenham as mesmas posturas que são adotadas na vida profissional, por exemplo: proatividade, dedicação, criatividade, bom humor, resiliência.  

“Nada de realmente bom nesse mundo é conseguido sem esforço e com o amor não é diferente”, afirma Pâmi.

Especialista em melhorar relacionamentos e em ajudar a estar pronto para um novo amor, Pâmi dá cinco dicas valiosas para renovar o coração nessa virada de ano, entrando 2015 com a vida amorosa plena e feliz – seja ela acompanhada ou não.

1. Atitude primeiro, amor depois:

O amor se desenvolve a partir de atitudes como as listadas acima (dedicação, criatividade), não é ele que vem em primeiro lugar. “O amor é consequência, é fruto de uma postura aberta a ele. A pessoa não deve ficar esperando sentir algo para agir, mas sim o contrário”, orienta Pâmi.
 
2. Nem tudo como se quer:

Para aumentar as chances de encontrar um parceiro, não é preciso baixar o nível de exigência, mas sim ampliar a capacidade de tolerar frustrações. “É um direito buscar o melhor, mas é preciso saber se adaptar à realidade da relação quando nem tudo sai como o esperado”, diz ela.
 
3. Um por vez:

A especialista recomenda fazer exatamente o contrário do que se tem vontade ao sair de uma relação ruim. Ou seja: enfrentar a situação ao invés de fugir dela, como indica Pâmi: “Somente mergulhando e refletindo sobre o que terminou é que é possível colocar um ponto final e não levar traumas para os próximos relacionamentos. Um amor se cura com outro sim, como se diz, mas este é o amor próprio”.
 
4. O lado bom da vida:

“Aprender a enxergar o saldo positivo das situações se torna um hábito que é levado também para a vida amorosa. Assim, é muito mais fácil evitar conflitos desnecessários”, fala a consultora. Por exemplo, quando o parceiro deixa de atender algumas ligações, a dica é não esquentar a cabeça com isso e conversar quando ele voltar, sem ficar especulando coisas ruins que, por vezes, nunca existiram.
 
5. Se espelhar sim, comparar não:

Comparar a vida amorosa com a de outros nunca é bom, mas tomar como exemplo é. “São coisas bem diferentes”, aponta Pâmi. “O espelhamento é ativo e positivo, é uma inspiração; a comparação é passiva e negativa”. Cada relacionamento é único, por isso evite olhar demais para o alheio.
 

 

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Redação

Fonte:Press Works