Rio de Janeiro, 15 de Abril de 2024

"FEMATEX 2009" comemora sucesso

“FEMATEX 2009” comemora sucesso

 

 

A segunda edição da “Fematex – Feira Internacional de Materiais para a Indústria Têxtil e de Confecção”, que aconteceu entre os dias 03 e 06 de fevereiro, em Blumenau (SC), primeiro evento de negócios realizado na região após a tragédia climática do final do ano passado, terminou em clima otimista.

A feira apresentou lançamentos e informações para a coleção verão 2009/2010 e um preview do alto-verão 2010 de 70 expositores e foi visitada por cerca de 7.000 profissionais do Brasil e do exterior. A “Fematex” é promovida pelo SINTEX – Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e do Vestuário de Blumenau e organizada pela Vale Feira & Eventos, empresa também de Blumenau. A feira contou com o apoio da ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção através do programa Texbrasil desenvolvido em parceria com a APEX Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, reunindo empresas nacionais e internacionais que se diferenciam no desenvolvimento de produtos e serviços direcionados ao setor. 

Ulrich Kuhn, presidente do SINTEX, declara: “A feira é um projeto novo e a segunda edição foi positiva, considerando o contexto regional e macroeconômico, que não permitiu que alcançássemos em 2009 o crescimento no número de expositores previsto inicialmente no nosso planejamento. Mas acreditamos muito no potencial de crescimento do evento para as próximas edições. O ciclo de palestras sobre tendências e tecnologia foi um dos destaques junto aos visitantes, pois a democratização da informação é um dos pilares da ‘Fematex’ para promover a diferenciação do segmento de confecção”.  

A edição 2010 da “Fematex” terá um novo horário: das 14:00 às 19:00 horas.

“Fórum de Tendências”

O espaço apresentou toda a gama de cores temáticas para a primavera-verão 2009/2010 e um preview do alto-verão 2010, além de lançamentos dos expositores. As quatro direções apresentadas para a estação são: Admirar – A beleza da natureza que desperta emoções sensoriais e que direciona ao new romantic com toques de vintage e liberty através do frescor dos florais. Romance e Futurismo; Respeitar – Um caleidoscópio rico de exotismo tribal e artístico que revisita cultura e investiga origens. Valoriza as raízes, as etnias e as técnicas manuais e artesanais, resultando em novos padrões de estética e modernidade; Repensar – Redefinição dos códigos urbanos transformando-os em novos prazeres, novas sensações e novo humor. Uma nova elegância urbana e festiva reinventando os grafites, pop art, os looks dos anos 60 e dos clubbers; Reorganizar – Um ambiente vanguardista que favorece um posicionamento inteligente e responsável. A liberdade no processo de construção para um novo design em harmonia com os códigos e uniformes influenciados pela arquitetura, proporções e materiais das grandes metrópoles.  

“Lounge empresarial – Espaço Sustentabilidade" 

O Espaço levou o visitante a refletir sobre a sustentabilidade, tema que faz parte da consciência e do dia-a-dia de todos. 

O símbolo central do espaço foi uma Roda D’água, que remete às experiências históricas na região, devido ao uso equilibrado dos recursos naturais pelos primeiros colonizadores. A Roda D’água é tratada como um núcleo difusor através da projeção simbólica de raios, desenvolvidos com tecidos multicoloridos.  

As palavras Sustentabilidade, Responsabilidade Socioambiental, Sustentabilidade Social, Desenvolvimento Sustentável e Ecodesenvolvimento estavam em destaque no Espaço, formando linhas verticais que remetem à importância de crescer de forma equilibrada. 

Opinião dos expositores

 “A participação da Renaux Blue Label na Fematex foi boa para prospectar novos clientes e para a imagem. O evento foi o único no qual a empresa expôs a coleção verão 2010 devido à estratégia de apresentar a coleção diretamente aos clientes, de forma personalizada. A visitação foi nacional e internacional com presença de compradores do Paraguai e de El Salvador”, declara a coordenadora de marketing da Renaux Blue Label, Camila Locks. 

Rogério Selhorst, diretor da Brasil Botões, destaca: “A visitação em nosso stand foi excelente”. 

Giovanna Stewers, designer, participou pela primeira vez do evento e ficou bastante satisfeita com o resultado: “Fiz muitos contatos, recebi muitos confeccionistas interessados em confecção de catálogos e lojistas buscando estampas diferenciadas”. 

Josiane Paiva, analista de marketing da Horizonte Têxtil considerou boa a participação na feira e acredita que “a divulgação do evento no geral com anúncios e malas diretas foi muito importante para o sucesso do evento”. 

Mariana Neves, analista de marketing da Dalila Têxtil, que participou do evento pela primeira vez, declara: “A participação foi bastante positiva e a visitação do evento foi qualificada, apesar de não ser volumosa”. 

Para o gerente de marketing da Haco Etiquetas, Johnny Francis Gaulke, “a participação na feira foi muito boa para receber os visitantes e rapidamente verificar o retorno dos clientes sobre os lançamentos. Recebemos grandes clientes da região, relaxados e fora do horário de trabalho, interessados em informações mais completas sobre o desenvolvimento e os atributos dos produtos”.

O gerente da Unidade de Fibras da Altenburg, Kleber Alves Mariano, destaca: “É a primeira vez que a Altenburg participa da “Fematex” e foi bom para mostrar os nossos lançamentos aos clientes”.

Números da indústria têxtil

Segundo dados da ABIT, a indústria têxtil e de confecções teve uma receita bruta em 2007 de US$ 41,3 bilhões, o que representa uma participação de 5,5% na indústria de transformação. O setor é o segundo maior empregador da indústria de transformação, totalizando 1,56 milhão de empregados, sendo 341 mil postos na indústria têxtil e 1,22 milhão nas confecções. O número médio é de 56 empregados por empresa. 

São 26,8 mil empresas, que colocam o Brasil como o sexto maior produtor têxtil do mundo, representando 3,5% do PIB total brasileiro e 17,3% do PIB da indústria de transformação. Os investimentos em máquinas e equipamentos foram de US$ 702 milhões, sendo US$ 511 milhões em materiais importados.

Cada habitante consumiu em 2007 uma média 11,6 kg de produtos têxteis e este é o maior número registrado desde 1995. 

Sobre o SINTEX 

Fundado em 1952, o SINTEX tem sua história intimamente ligada ao desenvolvimento da cidade de Blumenau e da região do Vale do Itajaí (SC), integrando as indústrias de toda a cadeia têxtil e promovendo uma fértil troca de conhecimento e experiências que resulta em importantes conquistas nos planos econômico, político e social. Antecipando as necessidades para garantir maior competitividade e conquistar novos mercados, o SINTEX vem investindo na realização de feiras, congressos e eventos de expressão internacional – entre os quais se destaca a “Texfair” e agora o lançamento da “Fematex” -, tornando o Sindicato uma referência de inovação em gestão sindical no país. Os eventos são organizados pela Vale Feiras e Eventos, empresa contratada pelo SINTEX especialmente para este fim.

www.fematex.com.br

Crédito:Cris Padilha

Autor:Wendy e Suzana

Fonte:Universo da Mulher