Rio de Janeiro, 30 de Maio de 2017

Sons da vida

Sons da vida
Misture melodia, letra, ritmo e poesia. Adicione sentimentos e sensações. Ao final, terá a melhor companhia para qualquer momento de sua vida (e melhor de tudo, que nem tem sexo para iniciar uma crise de relacionamento): a música. Esta que sempre fez e continua a fazer, com maestria, parte de nossas vidas, mostra-nos caminhos, celebra momentos e desperta vontades. Quem nunca ligou o rádio e ficou horas a pensar nos bons e maus momentos da vida embalado por uma canção?
 
O gosto, é fato, não se discute. De Mozart a Latino, de Madona a Mamonas, o momento pessoal recebe distintas interpretações em variados momentos. Marchas fúnebre ou nupcial, o famigerado “parabéns para você”, valsa de 15 anos, canção de ninar. Independente do momento, a trilha sonora varia, mas conserva na memória o momento ocorrido.
Muitas vezes substitui palavras, acalenta sonhos e mantém esperanças. E que melhor modo de se declarar a alguém embalado pelo som de um jazz ou um blues bem executados? Um pedido de casamento ao som de um violino? Um serenata que fala por si mesma, ou mesmo um rompimento que leva consigo emoções e sentimentos inacabados em forma de música? Que casal não tem a “sua” música?
 
Com o passar do tempo descobrimos e redescobrimos gostos musicais. Refinamos ou desafinamos em estilos vários e traçamos, paralelamente, nossos momentos reais – e mesmo imaginários.
Está apaixonado? Que tal: “Você é algo assim, é tudo para mim, é como eu sonhava, baby”. Término de namoro? “Já que você não me quer mais, vou espalhar meu amor por aí” .... Saudades daquele alguém? “Desculpa se eu chorar, é que a saudade dói demais”... Dor de cotovelo? “Não vou viver como alguém que só espera um novo amor...” ... Momento de reflexão? Mozart, Kitaro, Bach ...Quer festejar? “Viver e não ter a vergonha de ser feliz”... Auto-estima em alta? “Eu me amo, não posso mais viver sem mim”... E tantas outras.
Independente do ritmo, da letra, do tom, use e abuse das músicas. No mínimo farão mais doces seus dias e menos amargos suas dores e o melhor de tudo: é sem contra-indicação.
 
 
 
 
Contato: mayarapaz@hotmail.com
Orkut: Mayara Paz
 
 

Crédito:Mayara Paz

Autor:Mayara Paz

Fonte:Universo da Mulher