Rio de Janeiro, 25 de Maio de 2022

Estar saudável é muito mais que não estar doente

No mês de celebração à saúde, especialistas destacam que ser saudável está associado a diversos fatores do dia a dia que proporcionam bem-estar físico, mental e social

 

"O conceito de saúde é muito amplo e está ligado a uma série de fatores que conferem bem-estar físico, mental e social. Há muito tempo ser saudável deixou de ser não estar doente. Hoje o conceito de saúde está diretamente relacionado a outra definição que ganhou força nos dias atuais: o autocuidado", explica o médico e head do Rita Saúde, plataforma do Grupo Sabin Medicina Diagnóstica, Dr. Fernando Uzuelli.

Às vésperas do Dia Mundial da Saúde, celebrado do dia 07 de abril, especialistas explicam o conceito de ser saudável e como o autocuidado se tornou importante aliado da atenção à saúde.

O médico destaca como o ato de observação do corpo assegura vantagens na qualidade de vida das pessoas.

"Durante muito tempo, as pessoas deixaram os cuidados de lado e focaram em outras coisas consideradas urgentes do cotidiano, mas vejo que a pandemia virou essa chave e mudou de vez o comportamento dos indivíduos. Vemos hoje uma grande parcela da população dedicando atenção especial aos sinais que o corpo emite quando algo está fora do que consideramos 'normal' e buscando formas efetivas de promoção do bem-estar e é isso que chamamos de autocuidado".

Essa mudança de hábitos -- que acontece quando o indivíduo vira a chave, deixa de lado a procrastinação e passa a adotar uma rotina mais saudável -- é o que a medicina atual configura como autocuidado. "O autocuidado está em tudo o que fazemos para o nosso bem-estar. Inclui atividades físicas regulares, alimentação rica em nutrientes, sem deixar de lado pequenos momentos de prazer, estar em contato com pessoas que promovem momentos de alegria. É abraçar iniciativas que impactam positivamente no cotidiano e reduzem significativamente o estresse, o cansaço físico e mental, e ainda contribuem para uma noite bem dormida e controle dos níveis da pressão arterial", explica.

Tecnologia é aliada do autocuidado: saúde de dentro para fora

"O autocuidado encontra na medicina 5P um importante aliado", reitera Uzuelli. Preditiva, preventiva, personalizada, proativa e participativa, a medicina 5P é uma realidade global e mostra como a evolução dos cuidados e do autocuidado encontra nos esforços tecnológicos as soluções inovadoras para entregar saúde com mais qualidade, agilidade e precisão.

Sinônimo de prevenção, a medicina diagnóstica segue evoluindo e oferecendo uma diversidade de exames, que entregam a precisão necessária e proporcionam a melhor experiência do paciente. "Os recursos avançados nos permitem antecipar casos de uma pessoa com predisposição genética para alguma doença, por exemplo, ou ainda detectar algo que está fora de um quadro clínico saudável. É fundamental ainda salientar que os cuidados preventivos tornam as pessoas mais participativas em suas jornadas de atenção e permitem também que profissionais da saúde tomem as melhores decisões clínicas".

"A evolução das ferramentas que envolvem processos de análises de amostras pode ser determinante na atuação clínica e impactar diretamente a condução de casos, de forma planejada e individualizada. Promovendo cuidado integral de dentro para fora", ratifica.

Autocuidado e Atenção Primária à Saúde: uma relação de impactos sociais positivos

A busca pelo conceito de saúde encontra na sigla APS (Atenção Primária à Saúde) relevância singular. Definida como primeiro nível de atenção em saúde, a APS tem como característica principal o conjunto de ações em favor da saúde, tanto no contexto individual, quanto no coletivo. "Atenção Primária à Saúde está refletida na série de medidas de promoção, proteção e prevenção adotadas no nosso cotidiano. Está também na busca pela precisão diagnóstica, nas formas de tratar doença, na gestão da reabilitação. Enfim, em tudo o que impacta positivamente a manutenção da nossa saúde. Quando falamos em APS, estamos diretamente falando de desenvolver atenção integral nos cuidados", afirma Silvia Vilas Boas, head da Amparo Saúde, nova frente de negócios do Grupo Sabin e que também oferece APS por meio do Rita Saúde, além de canais próprios de atendimento.

Silvia detalha também que a APS ganhou dimensão ainda maior no contexto da pandemia. "A crise sanitária nos revelou inúmeros gargalos nos cuidados com um bem tão precioso que é a nossa saúde. Diante das medidas de distanciamento físico, as pessoas puderam avaliar com mais rigor a importância do autocuidado e deram mais valor à saúde não apenas no âmbito individual, mas também no coletivo. Vimos que quando cuidamos de nós, também cuidamos do todo. Adotando medidas simples de atenção, é possível reduzir consideravelmente a pressão nos sistemas de saúde, que podem destinar mais tempo à organização dos fluxos de serviços, dos mais simples aos mais complexos".

Outro fator destacado pela gestora é a telemedicina, que despontou como um importante aliado na jornada de cuidados primários na era digital. "A teleconsulta deixou de ser tendência e se tornou realidade em meio à crise sanitária. Aqui na Amparo Saúde, observamos indicadores que nos mostram com clareza como este modelo de atendimento foi salutar para as pessoas que precisavam de assistência médica, mas não podiam ir à uma clínica ou hospital, por exemplo", destaca a gestora da healthtech pioneira em atenção primária à saúde (APS).

"Os investimentos destinados para acelerar projetos e soluções nos fizeram proporcionar bem-estar e qualidade de vida aos milhares de usuários conectados à nossa plataforma e fortaleceram a confiança neste modelo de gestão de saúde", explica Silvia pontuando também que o cuidado personalizado presencial ou à distância, oferecido por uma equipe multidisciplinar, pode resolver, em média, 90% dos casos relatados, evitando possível encaminhamento para outro especialista.

5 Dicas dos especialistas:

    Invista uma alimentação rica em nutriente e busque estar no seu peso ideal. Se estiver acima do peso, uma reeducação alimentar pode ser a saída, evitando dietas da moda ou aquelas muito restritivas;

    Pratique atividades físicas regularmente e mantenha o corpo em movimento. Isso faz bem não apenas para o corpo, mas também para a saúde mental;

    Dedique mais tempo aos momentos de lazer e felicidade com pessoas que te façam se sentir bem e que podem fazer muita diferença no seu cotidiano;

    Bem-estar passa ainda por um bom planejamento das finanças. Por isso, tenha uma boa organização financeira e cuide bem dos seus recursos pessoais;

    Cultive hábitos próximos à natureza. Temos estudos que mostram que esse contato com o verde promove relaxamento, reduz o estresse e melhora a qualidade do sono;

    Dê atenção aos sinais que o seu corpo emite e faça exames regularmente para diagnósticos precoces, se for o caso;

    E, principalmente, busque apoio!

O autocuidado muitas vezes é um desafio e para isso a equipe de saúde pode ajudar muito com técnicas para que você alcance suas metas de saúde, dentro do que chamamos de autocuidado apoiado.

 

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Viviane Melém

Fonte:FSB Comunicação