Rio de Janeiro, 06 de Dezembro de 2021

Como ter chance de ser efetivado

Conquistou uma oportunidade de trabalho temporário e quer efetivar?

Especialista aponta oito práticas para se destacar

As orientações são de Rogerio Bragherolli, economista especialista em capital humano e empregabilidade com know-how de mais de 35 anos com RH

Final de ano é quando muitos profissionais conquistam trabalho temporário tendo em vista o crescimento do comércio por conta do Natal. E neste ano, apesar do cenário econômico turbulento, milhares de vagas foram criadas e preenchidas em todo Brasil. Então, para esses profissionais, o desafio agora é efetivar o emprego.

Pensando em auxiliar esses colaboradores a se destacarem em suas funções, o economista especialista em capital humano e referência em empregabilidade, Rogerio Bragherolli, listou oito dicas fundamentais.

São elas:

• Flexibilidade: o profissional deve estar disposto a realizar várias tarefas, e a trabalhar em diferentes horários e dias da semana.

• Disponibilidade: é importante se mostrar disponível para realizar atividades extras, que vão além da função proposta.

• Comunicação: é necessário ser claro ao se comunicar, e estar atendo àquilo que é solicitado.

• Pró-atividade: iniciativa e disposição com bom humor são essenciais.

• Pontualidade: ela está diretamente ligada a disciplina e, especialmente para o comércio, esse quesito é imprescindível. Estar à disposição da empresa dentro do horário inicial combinado denotará responsabilidade com a função que lhe foi atribuída.

• Interesse: é importante aprender o máximo possível sobre o trabalho a ser realizado, além de estar atento ao estilo de liderança e cultura da empresa, se aperfeiçoando para dar o seu melhor. É preciso demonstrar interesse na continuidade do trabalho que está fazendo, assim será considerado na primeira oportunidade de efetivação que a empresa tiver.

• Espírito colaborativo: é fundamental participar de ações e colaborar com a equipe, essa atitude irá se destacar.

• Protocolos de segurança: este é um item novo que precisa ser incluído no dia a dia. Se atentar às medidas preventivas merece atenção e demostra cuidado, responsabilidade, como estar com a máscara, com álcool em gel etc.

Bragherolli ressalta que, independentemente de ser um trabalho temporário, o profissional precisa ter em mente que está sendo avaliado pelo serviço prestado. "Estar atento a esses cuidados certamente fará muita diferença. Eles contarão pontos a favor na hora do RH escolher um colaborador para efetivar", explica o especialista em empregabilidade.

Sobre Rogerio Bragherolli

Com know-how de 35 anos em cargos de liderança no mercado corporativo, Rogerio Bragherolli atuou nos últimos anos como diretor sênior e vice-presidente de RH em multinacionais e tornou-se uma notoriedade em estratégias relacionadas a employee experience, gestão de pessoas e carreiras. Em sua trajetória, contabiliza mais de 2 mil entrevistados dos mais diversos perfis e para diferentes cargos de atuação.

Como RH estratégico, Bragherolli desenvolveu trabalhos inovadores em design organizacional, planejamento da força de trabalho (WFP), inovação do modelo de trabalho (Workplace Innovation) e experiência do colaborador (EX). Liderou com êxito projetos de melhores empresas para se trabalhar e transformou o RH convencional de custo em RH estratégico gerador de valor.

Atualmente, o especialista em empregabilidade se dedica a duas metodologias criadas a partir de sua expertise e baseadas em estudos pelo Brasil e exterior. Uma delas, chamada Saindo da Média, visa auxiliar a empregabilidade desde o estudante na Universidade, pessoas que buscam por trabalho, recolocação profissional etc, até o executivo no mundo corporativo. E a segunda metodologia está relacionada à otimização do capital humano como diferencial competitivo nas organizações.

Bragherolli é formado em Engenharia Mecânica pela FEI, Economia pela FEA-USP, fez MBA em RH na FGV, especialização em Marketing na Insead - França. Além de ser professor de MBA e ter sido membro do Comitê Global de RH de uma das maiores multinacionais de serviços do mundo.

 

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Rogerio Bragherolli

Fonte:InFato Comunicação