Rio de Janeiro, 04 de Dezembro de 2021

Cuidados com a segurança antes de sair de férias ou viajar no final de ano


A arrumação das malas e dos preparativos de final de ano infelizmente não deve ser a única preocupação de quem sai de férias. Pensar na segurança hoje em dia é vital!  Os índices de roubos a residências cada vez crescem mais. Por isso quem mora em casas ou condomínios estão investindo bastante em segurança eletrônica e patrimonial, cujo mercado tem um movimento crescente a cada ano em São Paulo.
 
Entre os cuidados a serem tomados estão ter portas e janelas sólidas, possuir os caixilhos bem fixados às paredes, ter nas portas e janelas dobradiças bem cravadas e invisíveis do exterior, usar fechaduras de várias entradas, colocar fechaduras interiores nas janelas de fácil acesso, ter os aparelhos de ar condicionado solidamente firmes, dado que é possível entrar quando retirados e colocar cancelas nas rampas e escadas de acesso são algumas das medidas a serem tomadas.
 
Outra atitude a ser tomada é dar uma aparência de atividade à residência, para isso conte com a colaboração de  um empregado, familiar ou vizinho de confiança que abra regularmente as persianas durante o dia, que ligue algumas luzes interiores durante a noite, que retire o correio da caixa postal e os jornais e ou revistas da garagem e ou jardim.
 
É importante não dizer a estranhos ou em locais públicos que vai sair de férias. Jamais deixe em casa objetos de valor, tais como jóias, dinheiro e obras de arte.  Sempre que comprar algum objeto guarde as faturas e os números de série e catalogue e fotografe tudo, só assim e, em caso de assalto, poderá acionar o seguro e ajudar a policia a encontrar os objetos roubados.
 
A segurança física de prédios ou casas devem ser feitas com a instalação de cercas eletrificadas, câmeras, portões ou controles de acesso. O ideal seria que o sistema de segurança fosse planejada durante a construção do imóvel.  Mas como isso nem sempre acontece “é importante que seja feito uma avaliação no local por especialistas que detectam quais equipamentos devem ser comprados e onde devem ser instalados. Por isso é bom procurar uma empresa que presta esse serviço e ainda faz um orçamento para facilitar a cotação” alerta Guido Luperi Neto.
 
Nas lojas que trabalham com serviços de segurança, as cercas, os alarmes e os circuitos internos de TV são os equipamentos mais pedidos pelos proprietários de residências e síndicos de condomínios. Geralmente, a iniciativa só acontece depois que houve o furto. 
 
Segundo Guido, para garantir a segurança de uma casa seria necessário a instalação de “portas blindadas, porta anti-arrombamento ou fechadura de alta segurança; cofres digitais; vídeo porteiro; portão automatizado; circuito fechado de TV; alarme com monitoramento e pro-T-Cerca Multlock. Para condomínio é importante a colocação de portas blindadas ou anti arrombamento; fechadura de boa qualidade e alta segurança (inclusive as elétricas); central de portaria para interfonia coletiva; portão automatizado; circuito fechado de TV com DVR e câmeras DOME; alarme com monitoramento; cerca elétrica; clausura; controles de acesso e
sistema de iluminação com sensor. Já nas empresas é imprescindível ter cofres digitais; portas blindadas, portas anti arrombamento ou fechadura de alta segurança; portão automatizado; circuito fechado de TV com DVR e câmeras
DOME; alarme; sensor ativo para muros; Controle de acesso e fecho eletroímã”.
 
Para utilização de cercas elétricas a uma regulamentação do município, que varia conforme a administração.  A instalação adequada elimina perigos aos moradores.
 
As câmeras são instaladas na parte externa e na entrada das residências e condomínios. O preço pode inibir interessados, mas há proprietários que não pensam em economizar. Infelizmente muitas pessoas esperam acontecer algo para só então não se importarem com preço.
 
Conheça algumas técnicas e equipamentos de segurança:
 
A. O porteiro tem de visualizar e ficar atento a todas as entradas. A câmera do sistema DOME facilita esse trabalho porque fica em constante circulação e tem sensibilidade a movimentos. O sistema de gravação de imagens é o DVR (DIGITAL), pois, permite que a gravação seja feito somente nos momentos de movimentação. Com a vantagem de assistir ao trecho desejado sem ter que rebobinar fitas. Também a necessidade de um circuito interno de câmeras para vigilância.

B. As portarias e guaritas devem estar devidamente protegidas por blindagem, janelas e portas de segurança da Multlock (com alta resistência balística).
 
C. Reforçar portões e grades. Substituição de fechaduras elétricas de baixa resistência contra arrombamentos por travas eletroímãs com potencias de suportar entre 50, 1000  e 5000 quilos.
 
D. Instalar fechaduras e chaves de boa qualidade como as multiponto, preferencialmente optando pelas melhores
marcas: KESO e MUL-T-LOCK.
 
E. Verificar a iluminação das áreas externas do condomínio. A importância da iluminação está diretamente ligada ao equipamento usado no Circuito Fechado de TV, pois se a iluminação não for muito intensa, será necessário a
utilização de câmeras de qualidade superior para compensar a falta de iluminação.  As luzes devem ter  sensor de presença para acionar a iluminação somente quando houver a detecção de alguma presença, com isso, além de inibir eventuais ações de ladrões, também economiza energia.
 
F. Cuidado especial na construção de muros e cercas. Há diversas opções como a  cerca elétrica, cerca concertina, Pró-T-Cerca Mul-T-Lock e Sensores ativos para muros (transmissor e receptor infra-vermelho), interligados à uma Central de Alarme ou Monitoramento.

G. Instalação de porteiro eletrônico ou interfone.  Eles evoluíram e já contam com micro câmera embutida, com comunicação em áudio e visualização de quem está tocando a campainha.
 
H. Automatização de portas e portões.  Eles também evoluíram e hoje o mais usual é o sistema de clausura que consiste em dois portões de acesso para veículos(ou duas portas de acesso a pedestres), onde o primeiro é controlado pela portaria, e o segundo pelo morador. Esse sistema faz com que a porta se abra somente se a outra estiver fechada e o acesso liberado pelo morador pode ser por cartão, senha, rádio controle ou biometria. Há ainda o controle de acesso com alarme anti-pânico silencioso (controle de acesso por biometria/ impressão digital). Quando um morador está sendo forçado a entrar no prédio, a portaria e a empresa responsável pela segurança recebe uma mensagem de pânico a tempo de garantir a segurança do condômino. Este mesmo sistema de controle pode ser usado para o acesso a elevadores e entrada nos apartamentos.
 
Pesquise :
 
SEGURANÇA ELETRÔNICA, analise e escolha o cabe melhor no seu bolso garantindo sua segurança e de sua família.
 
 

Crédito:Anna Elizabeth

Autor:Euracy Campos

Fonte:Estilo Press