Rio de Janeiro, 04 de Dezembro de 2021

Ventosaterapia é método fácil e barato de auxiliar no tratamento dos males de saúde

Ventosaterapia é método fácil e barato de auxiliar no tratamento dos males de saúde
Uma das mais utilizadas práticas de cura de civilizações antigas, simples e eficiente, de fácil aplicação, convive ainda hoje com a medicina ocidental em hospitais e centros médicos de todo o mundo: a ventosaterapia.
 
Trata-se do método de utilização de ventosas, empregado - de acordo com a história da medicina - por quase todos os médicos da Roma antiga e que considera a estimulação sensorial e neurológica essencial para prevenir e curar vários problemas de saúde.

Assim como a acupuntura, a ventosaterapia também parte do princípio do equilíbrio de energias dos meridianos, ou seja, trabalha identificando pontos de desequilíbrio no organismo e desobstruindo os canais que levam a energia vital até os órgãos necessitados.
 
Na prática, estímulos externos são realizados por uma espécie de vaso ou copo cônico de vidro ou de metal, aplicado sobre a pele e no interior do qual se rarefaz o ar com estopa queimada ou por outros processos a fim de determinar uma violenta aspiração que produza uma revulsão na parte doente do corpo a que se aplica.

Nesse processo, a partir de um estímulo externo provocado pelas ventosas, as células percebem que algo está errado e se agrupam para socorrer os tecidos da região em tratamento. Além disso, ao estimular o cérebro a fabricar mais endorfina e serotonina, tem-se como conseqüência uma sensação de bem-estar para o indivíduo. Num tempo distante, o uso de ventosas conseguia aumentar as defesas naturais do corpo e prolongar a vida mesmo em condições pouco favoráveis. Hoje, continua sendo um método simples, barateando custos em hospitais e postos de saúde.

Abordar este valor terapêutico é o objetivo do livro Ventosaterapia: o resgate da antiga arte da longevidade, de Augusto Campos, lançado pela Tecmedd Editora. Repleto de ilustrações e com conteúdo didático e abrangente, o trabalho apresenta uma extensa pesquisa sobre a utilização da ventosaterapia ao longo do tempo, além de vários registros fotográficos e esquemas que orientam a aplicação de ventosas. Casos clínicos também são levantados pelo autor, que ressalta os benefícios deste método em vários tipos de problemas.

Augusto Campos está à disposição da imprensa para entrevistas. Ele tem especialização em acupuntura e habilitação em cursos de massagem indiana, dor miofacial e cinesiologia aplicada à terapia manual, conforme as normas da International Federation on Orthopedic Therapy (IFOMT) e American Physical Therapy Association (APTA).

 
 
 

Crédito:Anna Beth

Autor:Ebenezer de Menezes

Fonte:(www.midiamix.com.br/3757)