Rio de Janeiro, 20 de Agosto de 2022

Verdadeira caridade

Verdadeira caridade         

com Mons. Jonas Abib


Uma coisa é certa: você é cheio de amor. Esse amor se manifesta, muitas vezes, através de atos de caridade. Infelizmente, às vezes, o inimigo estraga tudo e acaba caricaturando o que há de mais lindo, profanando nossas boas ações.

Popularmente, caridade significa dar esmola, doar roupas, móveis e objetos em mau estado e que já não nos são mais úteis. Também ouvimos muito por aí: "Eu não quero saber de caridade; se você quiser me dar alguma coisa, me dê, mas não quero saber de caridade". Muitos pobres, inclusive, dizem isso. Por quê? Porque a palavra "caridade" tornou-se uma caricatura. Mas caridade vem de cáritas. Cáritas vem de caris. Caris resultou na palavra carisma, e caridade vem daí.

A verdadeira caridade é a união do amor divino com o amor humano. Deus lhe deu amor. No começo da criação o amor era puro, como a nascente de água que sai da serra. O seu amor era amor de Deus. Depois veio o pecado original e envenenou a fonte; o amor se misturou com sensualidade, sexualidade, egoísmo, ganância, cobiça.

Jesus, quando veio no poder do Espírito Santo, deu a esse amor o nome de caridade. É um dom. Um presente. É o próprio Espírito Santo amando e misturando em você o amor divino com o amor humano. Entenda, de uma vez por todas, que esse é o verdadeiro significado de caridade.

O Senhor quer nos batizar nesse amor - que é caridade - para que a nossa sensibilidade tire de dentro de nós amor verdadeiro daqui pra frente. Amor que é doação, serviço, entrega. Amor que, muitas vezes, é sacrificar-se, doar-se e esquecer-se de si; perder por causa dos outros. Amor que muitas vezes é perdoar, desculpar, suportar, agüentar, dar, ouvir, passar noites sem dormir. Você é capaz dessa caridade porque é cheio de amor.

Monsenhor Jonas Abib

www.cancaonova.com

Crédito:Cris Padilha

Autor:Giselle Hoffmann

Fonte:Universo da Mulher