Rio de Janeiro, 25 de Maio de 2022

O perdão ressuscita famílias

Artigo

*Mons. Jonas Abib

Que coisa terrível a história de Absalão, filho do rei Davi. Ele atentou contra a vida de seu próprio pai. O segundo livro de Samuel nos conta o que aconteceu. Absalão acabou encontrando o exército de seu pai, e, estando sobre uma mula, sozinho, diante do exército de Davi, se põe a correr com toda força. Deu de encontro com uma árvore no caminho, seus cabelos ficaram enroscados nela, a mula saiu correndo e ele foi agarrado e morto por um soldado.

O mensageiro que levou a notícia ao rei Davi pensou que a morte de seu filho Absalão seria uma boa notícia para ele. Mas foi o contrário. Davi subiu para seus aposentos e se pôs em prantos, perguntando-se por que não morreu no lugar dele. Que reação maravilhosa de um pai que tem o coração segundo Deus. O que era para ser festa, acabou sendo luto. O rei Davi ficou inconformado com a morte do filho.

Hoje é um dia para você – que é pai ou mãe – perdoar cada filho que precisa do seu perdão. Tenham eles feito o que for, ou estejam ainda fazendo, a graça para nós hoje é perdoar. Perdão é decisão, mesmo que nosso coração esteja ferido por aquilo que eles estejam fazendo. Saiba que, hoje, Deus está querendo lhe dar a graça do perdão. Se disponha a perdoar, seja lá o que for.

Sinta como a falta de perdão está acabando com você. Mesmo que você esteja magoado, ferido, seu coração é coração de pai, de mãe. Talvez seu filho tenha trazido desonra à família e isso está acabando com você espiritual e psicologicamente. É como soda cáustica colocada na boca. Até fisicamente essa dor está acabando em primeiro lugar com você. Deus está concedendo a você a graça de perdoar. E eu peço em nome de Deus: perdoe.

Perdão não é sentimento, é ato de vontade. Queira perdoar, realize o ato de vontade de perdoar. Agarre essa graça do perdão. E diga, do fundo do seu coração: “Eu perdôo”. Pais e mães, que foram largados pelos filhos, eu digo que é vontade de Deus para sua necessidade que você os perdoe. Que seu amor, mesmo sofrido, doloroso, seja um ‘dreno’ para retirar todo mal que eles já fizeram para que sejam recuperados. Seja o que for, perdoe. Peça misericórdia.

Há também filhos que precisam perdoar seu pai, sua mãe. Pode ser que seu pai e sua mãe continuem no erro. Seu pai no vício do álcool, bravo, adúltero, abandonou a família, como isso fere! É momento de você, filho ou filha, perdoar seu pai, sua mãe. Perdoar pelas palavras caluniosas e inconseqüentes que eles já te disseram.

Talvez, seus pais já morreram e você nem teve oportunidade de lhes pedir perdão pelas palavras duras. Mas, Deus liga o céu na terra para a hora do perdão. Por mais doloroso que seja, perdoe seu pai, perdoe sua mãe. É necessário o seu perdão para que haja a ‘drenagem’ de tudo aquilo que está estragado.  O perdão é uma das maiores manifestações de Deus. Ele é capaz de transformar tudo por onde passa.

Crédito:Cris Padilha

Autor:Luiz Pattoli

Fonte: