Rio de Janeiro, 02 de Março de 2024

Símbolo de luta

Hoje na história – 30/05 – Morte de Joana d’Arc ⚔️🛡️🇫🇷

No dia 30 de maio de 1431, com apenas 19 anos, Joana d'Arc é queimada viva em praça pública, em Rouen.
Joana d'Arc é condenada à morte por heresia por um tribunal eclesiástico.
 
Joana conseguiu libertar Orléans sitiada pelos ingleses e coroar Carlos VII em Reims. Mas ela foi capturada pelos Borguinhões (um grupo de franceses que apoiava os ingleses) em Compiègne e vendida aos ingleses por 10.000 libras, depois foi entregue a Pierre Cauchon, bispo de Beauvais e aliado deles. Carlos VII não se interessa em ajudá-la. Cauchon a condena a ser queimada viva.
 
Joana foi queimada viva pelo carrasco Geoffroy Thérage às 9h no dia 30 de maio de 1431, com apenas dezenove anos. A cerimónia de execução aconteceu na Praça do Velho Mercado (Place du Vieux Marché), às 9 horas, em Rouen (Normandia).
 
Antes da execução ela se confessou, depois entrou, vestida de branco, na praça cheia de pessoas, e foi colocada na plataforma montada para sua execução. Após lerem o seu veredito, Joana foi queimada viva. Suas cinzas foram jogadas no rio Sena, para que não se tornassem objeto de veneração pública.
"São Michel! São Michel! Não, minhas vozes não me enganaram, minha missão era de Deus, Jesus! Jesus! A dor arrancou-lhe um último grito de angústia: “Água! Água benta!”. Mas logo ela repetiu com nova energia: “Jesus! Jesus! Jesus! E ela morre gritando: “Jesus!”
 
Joana foi inocentada em 1456, e em 1803 foi oficialmente declarada como um símbolo nacional da França por decisão do imperador Napoleão Bonaparte.
 
Por fim, foi canonizada pelo Vaticano em 1920 e é considerada uma das padroeiras da França.
 
 
 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Redação

Fonte:Universo da Mulher