Rio de Janeiro, 15 de Dezembro de 2017

Eles cobram delas mas não se cuidam

Eles cobram delas mas não se cuidam
Dá pra aguentar um homem exigente com a mulher e desleixado consigo mesmo?
 
Pois é, tem muito homem por aí que exige que sua mulher tenha corpinho esbelto, sarado, bundinha pra cima e tudo no lugar mas se esquece de olhar para si próprio.
 
Enquanto as mulheres gastam tempo e dinheiro com academia, cabeleireiro, lojas e salão de beleza alguns homens não estão nem aí para eles mesmos.
 
Podemos ver claramente quando alguém com aqueles "quilos a mais", barriga de chope, "barba por fazer", cabelo mal cortado, desarrumado e aquele hálito insuportável de cigarro comenta que aquela mulher está gorda ou que tem celulite.  
 
Será que a exigência só vale para nós mulheres? 
 
Márcia Pelajo, arquiteta também acha que a mulher gasta muito dinheiro em beleza enquanto que o homem (a maioria deles) sequer gasta com salão para cortar o cabelo.
 
Ela chega a gastar mais de R$ 500,00 do salário que recebe, com produtos de beleza, perfumes, academia e roupas enquanto reclama que seu namorado nem ao barbeiro vai.
 
"Meu namorado comprou uma máquina para cortar o cabelo e faz a barba a cada 4 dias enquanto gasto dinheiro com cremes para meu rosto e meu cabelo, ele não está nem aí para a beleza", desabafa Márcia, que apesar de admitir que prefere homens com estilo mais rude, diz estar perdendo o limite com a "beleza primata" do namorado.
 
Cristine Figueiredo, secretária e malhadora assídua de uma academia em Ipanema, também reclama dos homens ao exigirem das mulheres "corpinho sarado".
 
"Já disse para o meu namorado que se ele não começar a malhar agora para perder a barriga horrorosa de choppe que tem até o verão, ele vai acabar é me perdendo", reclama Cristiane que malha 5 dias na semana para manter a forma, enquanto "ele fica no barzinho com os amigos enchendo a lata", fulmina a secretária.
 
Juliana Barroso, estagiária em Direito, faz côro com a mulherada.
 
Malha todos os dias, passa os sábados no salão de beleza e não poupa seu salário para ficar bela. "Enquanto gasto dinheiro para me manter em forma, cuidada, depilada e perfumada, observo que a maioria dos homens não tem a paranóia de gastar grana com o que chamam de supérfluos. Eles preferem gastar com bebidas, jogos, motel e entradas para shows e espetáculos, enquanto nós mulheres somos capazes de aderir a lei sêca para estarmos belas e maravilhosas", comenta a estagiária.
 
Para Jair de Oliveira, corretor de seguros, a beleza física do homem não importa às mulheres. Com 93 quilos mal distribuídos, o corretor detona:
 
"As mulheres não estão nem aí para aparência física. O que elas ligam mesmo é para o dinheiro. Não adianta o cara ter corpo de atleta se ele não tiver dinheiro para fazer um agrado. Sou feio e gordo mas tenho dinheiro no bolso e enquanto não faltar grana a fila vai andar ... " ironiza Jair.
 
Mas para a descolada Valéria Aguiar chegou a hora das mulheres exigirem mais dos homens e começarem a cobrar.
 
Empresária, divorciada e de um corpo escultural, Valéria diz que o problema está em cada um.
 
"Enquanto algumas mulheres estão cada vez mais exigentes na busca por sua alma gêmea que tenha o mesmo perfil, outras mulheres se contentam com o que aparece. Não é admissível uma mulher de corpo sarado, perfume importado, descolada e de gosto refinado estar ao lado de um cara gordo, feio, barrigudo, barbado e não sabe se vestir. Mesmo com grana, não dou mole, pois não sou objeto sexual.
Tenho meu emprego, meu apartamento e meu carro. Sou independente e não preciso de homem com dinheiro", satiriza a empresária.
 
 

Crédito:Anna Beth

Autor:Anna Beth

Fonte:Universo da Mulher