Rio de Janeiro, 13 de Julho de 2020

Micropigmentação

Micropigmentação

Naturalidade e simetria às sobrancelhas

 


Depois de Joana Balaguer e Ludmila Dayer, a atriz  Louise D’Tuani, aposta na micropigmentação. A técnica corrige sobrancelhas ralas e falhas nos pêlos, de forma milimétrica fio a fio.

Responsáveis pela moldura do rosto, as sobrancelhas precisam de cuidados especiais. Com o passar do tempo e alguns acidentes pelo caminho, elas ficam ralas e com falhas. Para devolver a beleza e simetria às sobrancelhas chegou a micro-pigmentação.

 

A recente técnica corrige sobrancelhas ralas e falhas nos pêlos de forma milimétrica fio a fio. Com um aparelho em formato de caneta, a designer de sobrancelhas Erilene Coelho, da Clínica PiùBella, na Barra da Tijuca, desenha o movimento dos fios de maneira bastante natural, bem diferente das maquiagens definitivas tradicionais que vão ficando azuladas com o passar do tempo.

 

A escolha do tom da tinta é outro ponto importante nesta técnica. A tinta utilizada é feita na hora, de acordo com o tom da pele, dos cabelos e com a fisionomia de cada cliente. “Com esta técnica mantenho o máximo possível da naturalidade, corrijo as imperfeições e nos casos de perda acentuada dos pêlos, moldo a sobrancelha para fazer o novo formato. O resultado supera todas as expectativas das clientes” afirma Erilene.

 

O procedimento não causa sangramentos ou fortes dores, a cliente sente apenas um ligeiro incômodo. A técnica milimétrica fio a fio tem duração de dois anos e leva duas horas para ser feita.

 

    ANTES

 

 

                         DEPOIS

Crédito:Cris Padilha

Autor:Rejane Medeiros

Fonte:Universo da Mulher