Rio de Janeiro, 04 de Abril de 2020

Guia dá dicas para construir a casa ideal do alérgico

Guia dá dicas para construir a casa ideal do alérgico
As alergias interferem diretamente na qualidade da vida de grande parte das crianças. A rinite crônica, por exemplo, prejudica o sono e o desenvolvimento psico-social da criança, ocasiona grande número de faltas escolares e induz alterações faciais. Devido ao alto índice de pessoas alérgicas no mundo (de 10% a 30%), a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera essa doença um problema de saúde pública. Para esclarecer as dúvidas mais freqüentes sobre a alergia, foi lançado um manual prático que ensina métodos para a prevenção e controle dos agentes alérgenos, além de auxiliar no tratamento das crises alérgicas. Patrocinado pela Libbs Farmacêutica, o guia Aprenda a Evitar a Alergia no seu Dia-a-Dia é destinado a pais de crianças alérgicas e será distribuído por pediatras e alergistas em todo o País.
 
O manual foi escrito pelo Dr. Dirceu Solé, alergologista e imunologista pediátrico, professor titular do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp/EPM). O médico, que também é e diretor de Cursos e Eventos da Sociedade Brasileira de Pediatria e Diretor de Publicações da Sociedade Brasileira de Alergia e Imunopatologia, ensina como fazer o controle ambiental e propõe o projeto da "casa ideal" do alérgico (ver abaixo). Manter o ambiente residencial do alérgico puro e limpo é uma das principais recomendações no tratamento das alergias, além da administração de medicamentos e vacinas.
 
O médico explica que a alergia é caracterizada pela sensibilidade incomum a certas substâncias que, geralmente, não afetam a maioria das pessoas. Poeira, descamação de animais e fungos são alguns causadores da alergia. Os tipos mais comuns dessa doença são a conjuntivite (que ocasiona coceira e vermelhidão nos olhos), a rinite (caracterizada pela presença de espirros, coceira e entupimento no nariz) e a dermatite (manchas avermelhadas e coceira na pele).
 
Os agentes alérgenos não só provocam esses sintomas, mas também podem agravar a situação dos asmáticos, uma vez que a poeira, pêlos de animais ou fungos podem acentuar a tosse, o chiado e a falta de ar, característicos da asma.
 
O guia faz parte do Material de Orientações ao Paciente da Libbs Farmacêutica. Mais de 200 mil exemplares estão sendo distribuídos nos consultórios de aproximadamente 18 mil médicos, entre alergistas e pediatras.
 
A CASA IDEAL
 
Veja abaixo algumas características do projeto da "casa ideal", proposto pelo Dr. Dirceu Solé:
 
Construção
 
Ø Se possível, construa garagens e oficinas longe da casa, para que os gases e a poeira não entrem. Se a garagem não for separada da casa, não se deve construí-la abaixo dela, devendo guardar distância dos principais cômodos que devem ser livres de alérgenos.
Ø Não se deve construir áreas de lazer ou cômodos abaixo do nível do solo, para evitar a exposição a fungos e umidade.
Ø Evite sistema de closet no quarto de dormir.
Ø Instalar sistema de exaustão (aspiração) central para reduzir o risco de recirculação de poeira. O reservatório de coleta deve ser isolado e hermético.
Ø Instale uma unidade de ar condicionado central com todos os dispositivos adequados de umidificação e filtro.
Ø Construa um depósito de lixo para evitar animais ou pássaros em busca de alimento, que espalham os restos pela redondeza.
 
Acabamento
 
Ø Evite cerâmica ou azulejos. Usar lâmina de vinil para evitar as junções que sujeira, fungos e poeira.
Ø Evite carpetes, optando por pisos de madeira ou similares, fáceis de limpar. Ao usar tapetes, certificar-se de que são laváveis.
Ø Mantenha "vias limpas" em toda a casa. Cantos e frestas são captadores de poeira e propiciam abrigo para insetos.
 
Decoração
 
Ø Certifique-se que os aparelhos "geradores de calor", como refrigeradores, televisores, rádios, aparelhos de CD, microondas, serras e lavadoras possam ser movidos para limpeza. Esses artigos atraem poeira; a base de refrigeradores é um abrigo especial para alimentos em decomposição, insetos, poeira e outros.
Ø A máquina de lavar roupa e a de secar e o aquecedor devem ficar em um compartimento isolado, com saída e acesso para o exterior.
Ø Portas e janelas devem ter fechamento hermético, com telas adequadas para impedir o acesso dos poluentes externos.
Ø A cozinha deve ter exaustão eficiente para remover todos os vapores, antes que se difundam por toda a casa.
Ø Pisos e paredes de cimento aparente em porões e sótãos devem ser tratados com tintas impermeabilizantes, para evitar crescimento de fungos e sua transformação em poeira.
Ø Evite muita vegetação ao redor da casa e procure podar regularmente árvores e plantas.
 
 

Crédito:Ana Carolina Prieto

Autor:Ana Carolina Prieto

Fonte:Segmento Comunicação Integrada