Rio de Janeiro, 24 de Maio de 2017

Uso de aquecedores no inverno

Com a chegada do inverno, a procura por aparelhos aquecedores vem aumentando gradativamente. No entanto, tão importante quanto manter o ambiente aquecido, é garantir a qualidade do ar para evitar a aparição ou agravamento de problemas respiratórios.
 
Para a dra. Mara Rúbia Figueiredo, coordenadora da Comissão de Infecções Respiratórias da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, o mal uso do aquecedor acaba prejudicando a defesa local do sistema respiratório, visto que o aparelho pode causar ressecamento da mucosa, nos deixando mais suscetíveis às infecções. Também pode facilitar a disseminação de impurezas, que poderão ser aspiradas e depositadas no pulmão”.
 
A troca de filtro e/ou limpeza deste é um importante cuidado para não prejudicar a saúde. O filtro de um aquecedor de ar desempenha uma função valiosa: puxa poeira, sujeira e fragmentos da corrente do ar, enquanto passa através do aquecedor. O filtro de aquecedor, aliás, também retarda a passagem do ar através do aquecedor, especialmente quando está sujo.
 
A melhor maneira de manter seu aquecedor operando com máxima eficiência é manter um filtro limpo. Desta forma, a qualidade do ar será melhor e o interior da casa estará protegido. Portanto, atenção aos manuais de instrução e prazos de manutenção e limpeza, que variam de acordo com o produto. O mesmo vale para os aquecedores dos carros.
 
Atenção
 
Todos que utilizam incorretamente o aquecedor estão sujeitos a infecções respiratórias, devido à quebra das defesas locais do trato respiratório. Idosos e crianças merecem atenção especial, pois de uma forma geral, apresentam imunidade mais baixa.
 
“Outro grupo de risco são os pacientes imunodeprimidos que, independentemente da faixa etária, possuem um fator de risco maior, uma vez que seu sistema imunológico é fragilizado e incapaz de criar anticorpos para combater uma doença”.
 
Pessoas sem sintomas, mas que possuem maior sensibilidade a alergias respiratórias, como asma e rinite, também devem ter cuidados especiais.
 
Garantindo a qualidade do ar
 
Crises asmáticas e ressecamento das vias aéreas são mais frequentes frente à baixa umidade do ar e ao ambiente poluído. Portanto, deve-se manter o ambiente limpo.
 
“Na tentativa de diminuir o ressecamento, existe uma estratégia de usar o umidificador e o aquecedor em conjunto”. Vale ressaltar que o tempo máximo para a utilização do umidificador deve ser bem inferior ao do aquecedor. A umidificação em excesso pode propiciar o aparecimento de fungos no ambiente, agentes prejudiciais a saúde respiratória.
 
Para garantir a qualidade do ar e manter uma boa saúde respiratória, a dra. Mara aponta outras medidas preventivas:
 
“Além da limpeza do aquecedor, tenha extremo cuidado com o ambiente, mantendo-o limpo para evitar o acúmulo de impurezas”. A hidratação do corpo também é fundamental para quem está em um ambiente frio com sistema de aquecimento ligado, pois necessita de maior quantidade de água para manter a umidificação de vias aéreas e evitar complicações. A vacinação em dia é outra importante estratégia protetora.
 
 
 

Crédito:Bruna Menezes

Autor:Marjorie Okuyama

Fonte:Universo da Mulher