Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2017

De bem com a vida

 

© Fique cheia de Energia!

      Acabe com as flutuações de energia ao longo do dia! Faça refeições equilibradas de menor volume a cada três horas.

 

     

     

© Espante a fraqueza e a preguiça!

       A Banana é rica em potássio, nutriente que contribui para a transmissão dos impulsos nervosos e contrações musculares. A carência de potássio, além da fraqueza, causa câimbras.

 

     

     

© De bem com a Vida!

     Mamão Papaia contêm ácido fólico, que melhora o humor depois de um dia intenso de trabalho.

 

     

    

© Afaste o estresse!

    Que tal uma salada de frutas com laranja, kiwi, morango ou um suco de acerola? Ricas em vitamina C, essas frutas combatem a apatia e o desgaste do dia a dia. Com uma dose de selênio, presente em 1 Castanha do Pará, melhor ainda!

 

    

    

©  Alimente as  "más intenções" com maçã, pêra e pêssego!

      Ricas em Boro, nutriente que estimula as funções cerebrais.

 

    

    

 

© Com muito prazer e energia!

      Pão integral, macarrão e arroz se transformam em energia num piscar de olhos e ajudam a produzir serotonina que dão a sensação de prazer. Pitadas de orégano têm poderes estimulantes.

 

     
     

 

© Aproveite a sedução do chocolate!

      O chocolate amargo (com moderação) além de ser antioxidante também estimula a produção de serotonina, que proporciona a sensação de prazer. prefira os que tem baixo teor de gordura.

 

     

    

 

© Esteja sempre pronta para amar!

    Iogurte natural desnatado e queijos magros são fontes de triptofano que estimula a atividade cerebral. Esses alimentos são ainda boas fontes de Cálcio, importante mineral nas contrações musculares. O iogurte ajuda também a proteger a flora vaginal, afastando as infecções.

 

     

     

 

© Calma mas cheia de charme e energia!

    Experimente (com moderação) uma boa massa com molho de manjericão (possui óleos essenciais calmantes).

 

     

      

 

© Controle a ansiedade!

      O chá de camomila é um santo remédio para driblar o nervosismo. 
O Cálcio e o triptofano presentes nos leites, iogurtes e derivados ajudam também a controlar a irritabilidade.
O Magnésio, mineral que tem função complementar às funções do Cálcio, também ajuda a driblar a ansiedade. Boas fontes de magnésio são as folhas verde escuras e o gérmen de trigo.

 

    

    

 

© Libido turbinada!

    A gordura presente no abacate, nas nozes e castanhas produzem o "bom" colesterol, essencial para a produção dos hormônios sexuais. Por isso, se você estiver preocupada com as calorias ingeridas, corte apenas a gordura de origem animal. Mantenha as de origem vegetal para não diminuir seu desejo.

 

    

    

 

© Orgasmo garantido!

    Alguns estudos realizados nos Estados Unidos relatam que as fibras solúveis presentes na aveia,  aumentam a quantidade de testosterona disponível no sangue. Esse é o hormônio responsável pelo clímax tanto no homem quanto na mulher. As fibras solúveis ajudam também a controlar o colesterol.

 

 

© Sempre fogosa!

    As algas são boas fontes de minerais e de Iodo. O Iodo é o nutriente essencial para o bom funcionamento da tireóide. Algumas mulheres apresentam perda de libido devido a um hipotireoidismo discreto, não detectado nos exames de laboratório. Que tal um clima oriental cheio de charme e um jantar com a saudável comida japonesa?

 

 

© Tudo no lugar!

       Carne bovina, peixes, frutos do mar, leite e derivados fornecem boas doses de Zinco, nutriente que regula a produção de prolactina, hormônio que, em excesso, pode causar algumas disfunções sexuais.

 

 

© Fique longe dos Broxantes!

    Se a intenção é alimentar a libido, mantenha distância das bebidas alcoólicas. 
Modere nos doces! Eles dão pique num primeiro momento e em seguida sonolência profunda.
Vá devagar com as bebidas que contenham cafeína e cola (café, chá mate, chá preto, coca cola e guaraná), reconhecidos estimulantes que em excesso acabam prejudicando.

 

 

© Corpo Purificado!

      2 litros de água por dia ajudam a eliminar as substâncias produzidas pelo estresse que circulam no organismo.

 

As orientações acima não substituem o acompanhamento profissional de seu Médico e sua Nutricionista.

 

 

Por  Dra. Marília Fernandes, Nutricionista - CRN 1693

Pós Graduada em Adm. Hoteleira

Especialista em Nutrição e Saúde Pública e Nutrição Esportiva

Consultora Nutricional Pessoal e Empresarial

fernandesmarilia@uol.com.br ou (011) 9109-5819

Crédito:Marília Fernandes

Autor:Marília Fernandes

Fonte:Universo da Mulher