Rio de Janeiro, 16 de Dezembro de 2017

Croácia, um paraíso nos Balcãs

Roberto Nedelciu*
 
 
A Croácia é um país europeu que encanta os turistas por sua beleza e sossego. 
 
 
 
O país faz fronteira ao  norte com a Eslovénia e Hungria, a nordeste com a Sérvia, a leste com a Bósnia e Herzegovina e ao sul com Montenegro.
 
Ela ainda é  banhada pelo Mar Adriático e possui uma fronteira marítima com a Itália, no golfo de Trieste.
 
Este belo país surgiu com a divisão da Yugoslávia, após a morte do presidente Josip Broz Tito, em 1980, foi permeada por guerras e genocídios que marcaram a região e seu povo profundamente.
 
 
Essas imagens, no entanto, hoje figuram no imaginário e em lugares destinados à história.
 
Aquele passado cinza não é mais visto no dia-a-dia dos croatas.
 
Deixando a história um pouco de lado, vamos às maravilhas da Croácia, muitas vezes denominada como a praia preferida dos europeus.
 
Para conhecer bem o país podemos sugerir dois pontos de início, ou seja, começar a viagem pelo norte, pela sua capital Zagreb, e descer até Dubrovnik, ou então, ao contrário.
 
Sugiro começar pela capital Zagreb.
 
Na cidade está localizada a maior parte das indústrias do país.
 
A vida cultural é rica, com diversos museus, palácios, teatros e muitas atrações a serem visitas, porém, a maioria dos visitantes prefere passar diretamente e seguir para o litoral para se entregar às águas do Adriático.
 
Mas antes de chegar, vale a pena parar e visitar a cidade de Plitvice e seus maravilhosos parques e reservas preservadas pela UNESCO.
 
Lá é possível apreciar diversos lagos de formação vulcânica com águas tão cristalinas que chegam a ser inacreditáveis, decoradas com centenas de grandes e pequenas cachoeiras, que dão um ar todo especial a paisagem. 
 
Definitivamente, um imperdível pedaço de paraíso.
 
Descendo mais um pouco pelo litoral da Croácia, chegamos a Split, uma cidade costeira que foi muito importante durante o Império Romano e, por isso, há diversas ruínas e museus para serem visitados, alem de, é claro, se deliciar nas praias de areia clara e águas cristalinas.
 
Outro ponto imperdível para os turistas é Dubrovnik, considerada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, também conhecida como a pérola do Adriático.
 
A cidade de beleza incomparável foi fundada em 614 d.C e passou por diversos impérios (Império Bizantino, República de Veneza, Império Húngaro, Otomano, etc.).
 
As fortes e bem-conservadas muralhas, a arquitetura medieval, renascentista e barroca, e a paisagem do Adriático fazem de Dubrovnik um destino turístico singular.
 
Ainda no meio de Dubrovnik há o passeio público que é forrado de cafés e restaurantes, além de diversos monumentos e edifícios históricos.
 
Preste atenção apenas para memorizar as intermináveis escadarias e labirintos formados pelos prédios, pois é muito fácil se perder.
 
Eu mesmo me perdi e só localizei a saída por uma foto que havia tirado das escadas que são todas iguais.
 
 
 
 
 
Roberto Nedelciu é diretor da Raidho Tour Operator

 
 
 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Roberto Nedelciu

Fonte:Universo da Mulher