Rio de Janeiro, 26 de Março de 2017

A verdadeira beleza feminina

Gostaria de saber quem foi que inventou que a mulher moderna, para ser bonita e sexualmente desejável, tem que ser uma vareta ambulante.

Antigamente as mulheres mais cobiçadas eram cheinhas, mas hoje em dia somos obrigadas a nos preocupar o tempo todo com a balança, em perder quilinhos extras e gordurinhas indesejáveis, pois o novo padrão de beleza feminino é o magro demais.

A situação está tão caótica que doenças como bulimia e anorexia estão se tornando cada vez mais comuns, e não só entre as modelos. Preocupar-se com a saúde e praticar exercícios físicos é realmente importante para melhorar a qualidade de vida, mas as mulheres estão se tornando tão obsessivas com a boa forma que recorrem cada vez mais a cirurgias e lipos. “Ai meu Deus, tenho um pneuzinho, então vou dar uma lipoaspirada. Estou com uma gordurinha extra, então vou fazer uma mini-lipo já amanhã. Meu seio está meio caidinho, por isso vou colocar aquele silicone de 325 ml”.
 
 

Temos que aprender a conviver em paz com o nosso corpo. Não digo que devemos relaxar e liberar o caminho para os doces e as gorduras em geral, mas não devemos tentar ser magérrimas como as modelos, pois temos uma vida normal e não tem como sobreviver almoçando uma folha de alface e jantando uma xícara de chá light. Também não temos tempo para passar o dia inteiro na academia malhando para perder a caloria da torrada light ingerida no café da manhã.

Quando aprendermos a valorizar o nosso corpo como ele é, más é claro que controlando os excessos e também malhando um pouquinho, vamos todas nos sentir as verdadeiras Giseles Bundchens da vida real.
 
 
Carolina Azevedo, 25 anos (no dia 3 de abril 26), publicitária e jornalista e sócia de uma empresa de divulgação de eventos.
Para entrar em contato com a colunista envie seu e-mail para cazevedocintra@yahoo.com.br

 

 


 

Crédito:Carolina Azevedo

Autor:Carolina Azevedo

Fonte:Universo da Mulher