Rio de Janeiro, 01 de Julho de 2022

Mais que beleza

A vitamina B7, também chamada de biotina, é uma aliada nos cuidados com a beleza e saúde, e pode ser encontrada em alimentos e suplementos vitamínicos

De dentro para fora. Não é de hoje que essa máxima é utilizada por profissionais da área da saúde quando o assunto é beleza. E não é para menos, afinal, ter uma pele macia, cabelos sedosos e unhas saudáveis está totalmente relacionado à quantidade de vitaminas presentes no corpo humano.

Uma das responsáveis por esses cuidados é a biotina, uma substância hidrossolúvel do complexo B encontrada em alguns alimentos.

No entanto, quando a alimentação não é suficiente para fornecer a quantidade necessária ao funcionamento do corpo, o uso de suplementos vitamínicos pode ser recomendado. 

Essas cápsulas, são, inclusive, bastante citadas nas redes sociais por influenciadoras digitais que buscam um apoio para a obtenção dos nutrientes necessários para manter a pele, cabelos e unhas mais saudáveis.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a biotina é uma vitamina essencial para o funcionamento das células do corpo humano. Por esse motivo, pesquisas apontam que o consumo da substância também conhecida como vitamina B7 pode garantir benefícios que vão muito além da beleza.

Benefícios da biotina para beleza e saúde

Considerada uma vitamina essencial do complexo B, a biotina é responsável por garantir a energia nas células, manter a produção de proteínas e ajudar na formação e na manutenção da pele e dos cabelos.

Ainda conforme a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a substância é capaz de oferecer diferentes benefícios para o corpo humano, sendo essencial para a saúde da pele e do cabelo, pois ajuda na absorção de nutrientes e na prevenção de doenças. 

De acordo com o artigo científico "O uso da biotina na prevenção e tratamento de queda capilar" defendido na Acadêmica de Nutrição da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, a vitamina é indicada por médicos para o tratamento de doenças dermatológicas, fortalecimento de unhas, hidratação da pele e queda capilar.

A eficácia da vitamina também é citada em um artigo publicado no Pub Med, portal da Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos. Na pesquisa em questão, foi comprovada uma melhora clínica em casos de patologia subjacente de crescimento deficiente de cabelos ou unhas, quando há suplementação de biotina.

Onde encontrar biotina

Introduzir alimentos ricos em vitamina B7 pode ser uma forma de manter o corpo nutrido com os benefícios da biotina. Ovo cozinho, amendoim, avelãs, amêndoas,  salmão cozido, abacate, cogumelo e farelo de trigo são alguns itens que podem auxiliar nesse processo. Além disso, é importante lembrar que essa substância também é produzida pela flora intestinal e a ingestão de água ajuda na sua formação.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ingestão diária recomendada de biotina para adultos é de 30 microgramas.

A carência de biotina pode ser reposta por meio do uso de cápsulas de suplementação, no entanto, é preciso buscar por avaliação médica ou nutricional antes de iniciar o consumo. Isso porque a posologia do composto pode variar de acordo com a causa da deficiência de cada organismo.

Em alguns casos, há deficiência de biotinidase que, segundo o Ministério da Saúde, é um erro inato do metabolismo de origem genética e herança autossômica que resulta na falha da enzima biotinidase, responsável pela absorção e regeneração orgânica da biotina.

Além disso, também existem no mercado de cosméticos diferentes tipos de produtos para pele e cabelo com biotina em sua composição. No entanto, vale ressaltar que o uso de shampoos ou cremes com a finalidade de fornecer a substância para o corpo não foi comprovada cientificamente.

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Luiz Affonso Mehl

Fonte:Experta Midia