Rio de Janeiro, 01 de Julho de 2022

A vitimização de mulheres no Brasil

ONG reforça que informação e diálogo são aliados no reconhecimento de relações abusivas e transformação da realidade de muitas brasileiras
 

O mês de junho é muito aguardado por solteiros e, também, casados, por conta do Dia dos Namorados, data que geralmente marca a comemoração de duas pessoas que vivenciam um relacionamento feliz e saudável. No entanto, pesquisas como o relatório "Visível e Invisível: A vitimização de mulheres no Brasil", lançado em 2021 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, revelam que os principais autores de violências contra mulheres são seus companheiros (25,4%) e ex-companheiros (18,1%).
 

E mais, eles também estão relacionados a 84% dos relatos de mulheres sobre stalking (perseguição praticada em meios digitais), de acordo com outro levantamento, o "Além Do Cyberbullying: A Violência Real Do Mundo Virtual", divulgado no mesmo ano pelo Instituto Avon, o braço social da Avon.
 

Diante destes contextos contrários, e das incidências cada vez maiores de episódios que impactam a coletividade, o Instituto Avon evidencia a importância da conscientização, principalmente da população masculina sobre o assunto, visando a construção de uma sociedade mais justa e respeitosa para as mulheres.
 

"Um relacionamento saudável se manifesta entre dois indivíduos em um mesmo patamar. Não há um ditador impondo regras e utilizando artifícios como a manipulação ou o drama para persuadir sua parceira a tomar atitudes que vão contra a sua personalidade e liberdade de decisão. Havendo qualquer forma de violência, psicológica, moral, física, sexual ou patrimonial, é de extrema importância que a vítima busque ajuda e denuncie a ocorrência às entidades competentes. Uma relação saudável respeita limites e reconhece a igualdade e dignidade dos envolvidos", explica Daniela Grelin, diretora executiva do Instituto Avon.
 

Comportamentos no namoro evidenciam perigos às mulheres e podem progredir para agressão física, sexual, moral, psicológica e patrimonial. Algumas características podem ser percebidas nas atitudes:
 

- Críticas constantes e destrutivas;

- Desrespeito à privacidade;

- Controle da vida da parceira;

- Afastamento da mulher de amigos e família;

- Manipulação.
 

O respeito entre ambos os parceiros deve ser uma prioridade. Uma boa relação concede espaço para que outras pessoas façam parte da vida do casal. A imposição de limites e uma boa comunicação são essenciais para estabelecer uma relação mais segura para a mulher.
 

Promover o acesso à informação e a educação para os homens sobre o tema é uma das formas de estabelecer a mudança de uma sociedade ainda presa a conceitos de superioridade masculina. "O incentivo ao diálogo nos relacionamentos e na sociedade traz luz à importância do respeito à mulher, estimulando a mudança de comportamentos e, principalmente, o reconhecimento de que esse não é um problema doméstico e exclusivo dos lares em que abusos e agressões acontecem", afirma Daniela. E conclui, "chantagens e ameaças em histórias amorosas não podem ser romantizadas e vistas como demonstração de afeto. Ciclos de violência precisam ser rompidos e o apoio à mulher é fundamental, assim com a própria desconstrução de conceitos ultrapassados sobre masculinidade", conclui.
 

O apoio que vem pela Ângela

 

Desde março de 2020, o Instituto Avon conta com a assistente virtual Ângela como resposta à violência de gênero intensificada durante o isolamento social causado pela Covid-19. O bot acolhe e apoia as mulheres em situação de violência e utiliza um questionário inspirado em protocolos internacionais para avaliar o grau de risco ao qual elas possam estar expostas.

 

Via mensagens de texto no WhatsApp, a Ângela indica medidas de suporte oferecidas gratuitamente pelo Instituto Avon e sua rede de parceiros, como atendimento psicológico e jurídico, auxílio transporte, suporte material para alimentação e abrigamento temporário.

 

Para entrar em contato com a assistente virtual envie uma mensagem pelo aplicativo de WhatsApp para o número (11) 94494-2415.

 

Sobre o Instituto Avon

O Instituto Avon é uma organização não-governamental que se dedica a salvar vidas por meio de ações e iniciativas em prol da detecção precoce do câncer de mama e do enfrentamento das violências contra as mulheres e meninas no Brasil. Desde 2003, tem como missão fortalecer a saúde, a proteção e o empoderamento da mulher. Para isso, conta com a parceria de instituições da sociedade civil, do setor privado e do poder público, atuando na produção de conhecimento, articulação e desenvolvimento de projetos e no apoio de iniciativas de impacto transformador e que busquem o engajamento de todos os setores da sociedade para o avanço das causas. Como braço de investimento social da Avon, empresa privada que investiu mais de R$ 170 milhões em ações sociais voltadas às mulheres no Brasil, o Instituto já apoiou a realização de mais de 350 projetos e ações, beneficiando mais de 6 milhões de mulheres em todo o País.

 

 

 

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Giulia Leocadio

Fonte:Weber Shandwick