Rio de Janeiro, 15 de Dezembro de 2018

Madonna recebe milhões de Eike Batista

Eike Batista doa US$ 7 milhões a Madonna e a faz chorar
Cantora bate meta de US$ 10 millhões e recebe convite para cantar no Réveillon de 2010 e nos Jogos de 2016

Madonna bateu sua meta de arrecadar US$ 10 milhões junto ao empresariado brasileiro para sua ONG SFK.
 
Até a noite desta quinta, já tinha conseguido três, e Eike Batista completou fazendo uma doação espetacular de US$ 7 milhões à popstar, que foi às lágrimas, juntamente com seu empresário, Guy Oasery, no jantar que o bilionário ofereceu ontem em sua casa, no Jardim Botânico.
 
O valor foi anunciado logo depois que Madonna disse que ela mesma doaria US$ 1 milhão ao projeto.
 
Outro presente para Madonna: o prefeito Eduardo Paes comprometeu-se a aplicar a metodologia da SFK nas escolas municipais do Rio.
 
Mas pediu duas contrapartidas: que a cantora topasse ser a atração principal do Réveillon 2011 e fazer o show de abertura dos Jogos Olímpicos de 2016. Ela, em princípio, topou.
 
O governador Sérgio Cabral deu a Madonna uma camisa da Seleção Brasileira autografada por todos os jogadores.
 
Para cada um dos filhos da cantora, uma camisa, também da seleção, personalizada, com os nomes nas costas.
 
A estrela também ganhou peças de artesanato local, uma boneca e uma bolsa com seu nome e a imagem do Cristo Redentor.
 
De Luisa Gonçalves, mulher do empresário Paulo Magalhães Pinto, presentes ao encontro, recebeu uma coleção de livros sobre artesanato brasileiro da Editora Réptil

O jantar requintado na casa de Eike
 
E como foi o jantar de Eike?
 
Angélica e Luciano Huck foram os primeiros a chegar.
 
A rua foi ocupada por dezenas de profissionais de imprensa; fotógrafos e repórteres foram isolados por grades e a guarda municipal (hã?) fazia a segurança.
 
O governador Sérgio Cabral e a primeira-dama Adriana Ancelmo chegaram cerca de 10 minutos depois da cantora, às 21h32. O último a cruzar os portões da casa do bilionário, já sob forte chuva, foi o prefeito Eduardo Paes.
 
Tudo foi um luxo: serviço em Baccarat, Limoges e Christofle, comidinhas do Mr. Lam, do Zuka e do Sushi Leblon, tortas de frutas exóticas do Garcia & Rodrigues, muitas bananas, frutas tropicais, folhas de bananeira.
 
Por questões místicas, o jantar começou a ser servido pontualmente às 22h10 e teve placement determinado pelo cerimonial do governo.
 
Madonna, que estava de preto, sentou-se de frente para Flávia Sampaio, a namorada de Eike, que usava vestido dourado Maria Bonita Extra.
 
A decoração, conforme a coluna adiantou, era toda rosa, das almofadas aos guardanapos.
 
O mais incrível disso tudo é que, além de viajar o tempo todo no jatinho de Eike, Madonna fez exigências na bebida: quis champagne Krug rosé (cuja garrafa custa mais de R$ 1 mil) e saquê quente — pois ela detesta saquê gelado.
 
Um segurança da casa precisou buscar mais bebidas no restaurante Mr. Lam. Voltou às 23h50 com uma sacola com quatro garrafas de vinho.
 
Ela apresentou o vídeo com o trabalho da SFK em escolas do Malauí e de São Paulo. Como em todos os compromissos “sérios” com os empresários, Madonna não levou Jesus — profissa, sabe separar as coisas.
 
Mas Cabral pediu, no entanto, que ela lhe apresentasse o namorado. Ela riu...
 
Hoje à tarde, ela almoça na casa do empresário Olavo Monteiro de Carvalho, em Santa Teresa, conforme PG3 adiantou ontem.
 
 
 
 
 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Bruno Astuto

Fonte:O Dia