Rio de Janeiro, 26 de Julho de 2017

HOMENAGEM A TODAS AS MÃES: MÃE É SER ANFITRIÃ DO AMOR


Muito mais que comemorar o segundo domingo do mês de maio, precisamos observar todo o afeto, generosidade, doação, compreensão e tantas outras infinitas qualidades e sentimentos de ternura, que envolvem nossos corações, ao reconhecer o poder mágico de ser Mãe. São lições de polivalência, bondade e segredos femininos que expressam a beleza de viver, assumindo desafios com objetividade sem deixar jamais de sonhar, amar e perdoar.

O palestrante mágico Dalmir Sant’Anna, enfatiza que antes de apontar os erros cometidos por sua mãe, é necessário lembrar que as pessoas são diferentes uma das outras. Observe que cada pessoa possui comportamentos, atitudes, gestos e expressões diferentes aos seus. Agora, faça uma pausa e lembre-se de quem é a fotografia que está presente no porta-retrato que sua mãe tem na estante? Certamente ao olhar sua imagem na fotografia, a emoção é ainda mais forte, pela lembrança dos maravilhosos momentos de convivência.

 

Sinônimo de afeto – Seja através de um abraço afetuoso, um buquê de flores, um agradecimento sincero, ou ainda um pequeno ou requintado presente, observe a emoção da sua mãe ao receber sua homenagem. Veja o brilho nos olhos de uma mãe ao ouvir você contar suas histórias, seus feitos e suas conquistas. Observe o orgulho de uma mãe ao participar da cerimônia de colação de grau do seu filho. É esta mulher, sinônimo de afeto, que não consegue dormir tranquilamente, enquanto o filho ou a filha não chega a casa após uma viagem. Nas lembranças de uma mãe estão guardados todos os momentos, sejam pequenos ou de expressivo sentimento, as recordações dos primeiros sorrisos, das primeiras falas, dos primeiros passos, até as grandes descobertas e aprendizado.

 

Portadora de amor infinito – Indiferente da classe social, mãe é ser mulher, esposa, namorada, amiga. Uma batalhadora que mesmo em situações de baixo astral, administra suas emoções de modo a liberá-las na hora correta e da forma mais adequada. Conhece suas falhas e aprende como lidar com elas, evitando a ruptura de um equilíbrio emocional e mantendo-se em harmonia com seu bem estar. Uma guerreira que acorda antes dos demais para preparar o café matinal, e com um sorriso fantástico, saúda a todos com um emocionante bom dia. Ser mãe é ser portadora de amor infinito, encarando o trabalho não como uma obrigação, mas como uma opção de desenvolvimento humano e valorização da auto-estima.

 

O Dia das Mães é uma data que não pode de maneira alguma ser esquecida, mas deve ser lembrada com uma demonstração de amor e agradecimento, afinal, em decorrência da agitação profissional, não é sempre que podemos estar pessoalmente na confluência da proteção fraternal. A mãe anfitriã do amor compreende nossas fraquezas, indica o melhor caminho para uma decisão, oferece carinho nos momentos de maior angústia e chama nossa atenção por erros cometidos e assim, comemorar este dia especial é saber reconhecer e agradecer seu papel na manutenção do núcleo familiar.

 

O reconhecimento por parte dos filhos, esposo, netos, enfim de toda a família no segundo domingo de maio, é uma oportunidade mágica de receber em troca um sorriso de carinho e gratidão, homenageando a mulher que nos gerou no seu ventre fraterno para ser chamada de mãe, e assim, tornar-se uma anfitriã do amor

 

 

Dalmir Sant’Anna – Palestrante Mágico®, autor do livro "Menos pode ser Mais" (editora Odorizzi), mágico profissional, pós-graduado em Gestão de Pessoas e bacharel em Comunicação Social. Visite o site: www.dalmir.com.br

 

Envie para uma amiga

Crédito:Cris Padilha

Autor:Dalmir Sant'Anna

Fonte:Michelly Panicio