Rio de Janeiro, 21 de Novembro de 2017

Natal é tempo de paz e esperança

O Natal é uma festa emocionalmente importante independente de seu significado religioso, tradicional e comercial.
 
Durante o ano, temos muitas comemorações importantes carregadas, também, de significados históricos para as pessoas, cidades e países, mas nada se compara a carga emocional que tem o Natal.
 
Seu significado afetivo-emocional ultrapassou o aspecto religioso da Festa tanto que, mesmo aqueles que não são católicos, comemoram este momento com muita intensidade.
 
 
Independente da imagem do Bom Velhinho estar sempre acompanhada de crianças, na cabeça dos adultos ela está marcada a fogo com muitos significados e lembranças que vão da mais feliz para alguns, a mais terrível para outros.
 
São essas lembranças e significados que definem a disposição natalina de cada um.
 
Para os felizes ou aqueles que, na maior parte do tempo, passaram suas festas tranqüilos, sem muito atropelo e com um nível de expectativa bom ou suportável, o Natal demora muito a chegar e é celebrado em cada detalhe, começando a ser vivido e planejado meses antes, porque vem carregado de boas lembranças.
 
Para os outros, o Natal insiste em acontecer todos os anos criando sensações contraditórias, perturbando mais do que trazendo coisas boas.
 
Para eles, é como se o tempo se atropelasse e, por conta de todos os afazeres natalinos, suas vidas virassem de ponta cabeça.
 
E para agravar ainda mais a situação, as brigas familiares começam muito antes do Bom Velhinho chegar, na escolha do local da comemoração, de quem vai ser convidado, dos presentes, dos cardápios, etc, o que acaba gerando muita angústia, ansiedade e até tristeza.
 
Vista como uma Festa Familiar importante, muitas pessoas somente se reúnem com os seus nesta data, hipervalorizando laços que são única e exclusivamente sanguíneos e não afetivos, impondo a todos uma dimensão de harmonia, amizade e afeto artificial que acaba irritando mais as pessoas do que agradando.
 
Além disso, temos a questão dos presentes que para muitos é o principal da festa, pois acaba sendo um instrumento tanto de prestígio quanto de valorização econômica.
 
Seja como for, esta Festa merece muita atenção e estamos nos referindo as expectativas, a postura e ao significado que este momento tem para cada um e não ao evento de que todos iremos participar de alguma maneira.
 
Como o Natal tem como prioridade enaltecer a Paz, Harmonia e Amor entre as pessoas, todos os preparativos da Festa, seu sentido e até a decoração das cidades e locais públicos deveriam ser desfrutados passo a passo, com calma e paciência, para não descaracterizar seu significado.
 
Paz, Harmonia e Amor são os objetivos de vida que mais norteiam as pessoas e mesmo que estejamos perseguindo-os há muito tempo, sem às vezes muito sucesso, este pode ser um ótimo momento de experimentar um pouco do sonho realizado.
 
 
FELIZ NATAL!
 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Silvana Martani

Fonte:Universo da Mulher