Rio de Janeiro, 04 de Abril de 2020

Mármore e granito

Parando para observar, percebe-se o quanto somos apaixonados por pedras, especialmente mármore e granito, escolhidos com freqüência na hora de decorarmos nossas casas. Isso é uma herança dos portugueses, que vinham retirar em terras brasileiras tais riquezas para ornamentar os casarões lusitanos.
 
 
 
A busca pela simplicidade natural das pedras virou tendência nacional. Atualmente, na arquitetura, os mármores e granitos ganharam muitas opções de uso, além do básico piso e parede. Mas ainda, apesar de terem resistência e dureza diferentes, chegam a ser confundidos devido à aparência semelhante entre eles.

Mármore ou granito?
 
 
Na hora da escolha sempre procuro observar as condições e como o revestimento vai ser usado. Exemplo: os mármores em sua composição têm minerais chamados de carbonato, que se dissolvem facilmente em contato com ácidos presentes em limões, laranjas, vinagres e muitos produtos de limpeza, por isso, a contra-indicação na região da cozinha.
 
No caso dos banheiros, está liberado o uso dos mármores para bancadas e paredes, apenas tomando alguns cuidados na utilização no piso — para evitar acidentes. Como a superfície dos mármores é mais derrapante, o uso não é recomendado para o chão do box.
 
Já o granito, com dureza seis na chamada escala de Mohs — numeração de um a dez que mede a dureza das pedras, a abrasão —, pode ser utilizado sem muitas restrições, até em bancadas de pia, sem interferir na sua aparência e na sua qualidade.
 
 
 
Particularmente, prefiro os mármores conhecidos pela pureza de cor como o carrara e o crema marfil, que dão um ar elegante a qualquer ambiente. Em relação aos granitos,  prefiro especificar os tradicionais preto e branco.
 
Sacada no piso – Para a edição baiana da Casa Cor 2004, criei um loft arrojado para um casal com bebê. Era uma proposta totalmente diferente de projeto, na qual abusei de obras de arte, do artesanato local e de alta-tecnologia. 
 
 
 
Para o piso, escolhi o tradicional granito preto que teve a sua aplicação alterada — a parte polida da pedra ficou voltada para baixo. Preferi abrir mão da elegância do brilho do granito preto pela aparência natural do verso; tudo isso para deixar o espaço mais agradável. 
 
 
 
*Arquiteto baiano, formado pela Faculdade da Universidade Federal da Bahia (UFBA), responsável por projetos para clientes vips como Caetano Veloso, Paula Lavigne, José Simão, Luciana Mello, Jair Rodrigues e Jair Oliveira. Quintela é participante da Casa Cor — de São Paulo e da Bahia — e já assinou importantes trabalhos  em todo o País.
 
Sidney Quintela
www.sidneyquintela.com.br
 
Salvador
Praça dos Tupinambás nº 2 – sala 10
Tel.: (71) 3243-6589
 
 
São Paulo
Rua Oscar Freire, 1.607 –  conjunto 1
Tel.: (11) 3085-6129
 

Crédito:Érika Masckiewic

Autor:Sidney Quintela

Fonte:Sidney Quintela Arquiteto