Rio de Janeiro, 04 de Abril de 2020

Ar mais puro

Ar mais puro

.Assim como os ácaros, a polêmica sobre o uso de purificadores sempre está no ar, quando o inverno se aproxima.

Quando a Airfree - empresa especializada no desenvolvimento e fabricação de esterilizadores de ar a nível mundial - iniciou suas atividades no Brasil, há dois anos, se deparou com a postura cética de alguns médicos que se mostraram reticentes quanto à recomendação do uso de equipamentos para tratamento de ar.
 
“Naquela época, essa postura negativa por parte dos médicos era bastante compreensiva, visto que os fabricantes que se encontravam presentes no Brasil não apresentavam testes conclusivos dos seus produtos, embora fosse unânime que a qualidade do ar era essencial na vida do alérgico e da maioria das pessoas”, diz Tatiana Matias, diretora da Airfree no Brasil.
 
Porém, foi justamente esta postura cética dos médicos que acabou por se transformar em um dos maiores aliados de divulgação dos aparelhos da Airfree. A empresa adotou a estratégia de enviar aos médicos interessados, o que acreditam ser seu maior trunfo ou argumento de venda: brochuras com cópias de todos os testes e artigos científicos que forneciam o embasamento médico necessário para a recomendação de seus equipamentos. A partir daí, eles mesmos se encarregaram de experimentar os equipamentos nas casas de pacientes conhecidos e passaram a acreditar no produto.
 
Hoje, a unidade brasileira da Airfree atua em todo território nacional e já possui contratos de exportação para outros países da América Latina. “O que de início imaginávamos ser uma barreira, passou a ser uma proteção de mercado e um impulso para nossa expansão, uma vez que poucos são os aparelhos de tratamento de ar que alcançam, sem qualquer contra-indicação, os nossos níveis de eficiência, por um custo tão convidativo. O mais complicado foi conseguir a atenção do médico para as nossas evidências científicas”, complementa Tatiana.
 
Apesar do grande peso de uma opinião, o julgamento do próprio consumidor não deve ser deixado de lado, pois da mesma forma que ele compreende a importância de se realizar a limpeza adequada de objetos e superfícies e ingerir alimentos bem higienizados, ele entende também a importância de se respirar um ar saudável em recintos fechados, principalmente em tempos em que abrir a janela significa, muitas vezes, respirar mais poluição. “Mesmo que involuntariamente, sabemos ou percebemos que grande parte das doenças se inicia através da inalação de algum elemento nocivo”, adiciona Tatiana.
 
Justamente pela verdadeira preocupação em melhorar o ar de lares e empresas brasileiras, a Airfree lança no Brasil os modelos P120 Ônix e Platinum, dotados de maior capacidade de tratamento de ar (para cômodos com até 120m³ ou aproximadamente 48m²) e acabamento bastante arrojado.
 
  
De acordo com Márcio Suda – gerente de marketing da Airfree: "A linha Ônix é direcionada a clientes que querem qualidade e não abrem mão da elegância", já a linha Platinum é direcionada a consumidores modernos e antenados que gostam de acompanhar as tendências de mercado para as linhas de eletrodomésticos de nova geração".
 
No AirFree, o ar contaminado é succionado pelo aparelho e passa pelo exclusivo sistema termo-dinâmico de esterilização (TSS – thermo-dynamic sterilizing system) que provoca a denaturação das proteínas presentes em todos os microorganismos e alérgenos, culminando em sua eliminação.
 
O aparelho mede apenas 25 cm e o seu consumo de energia elétrica é o mesmo de uma lâmpada comum de 60 wats. Os aparelhos AirFree possuem certificado de segurança de utilização fornecido pelos institutos CE (Comunidade Européia) e UL (Underwriters Laboratories), os mais exigentes do mundo, além, é claro, do Inmetro.     
 
Importante relembrar que a marca Airfree de esterilizadores de ar é mundialmente conhecida por sua grande eficiência germicida.  Além disso, os produtos estão adequados às mais rígidas normas de segurança elétrica e qualidade internacionais. Possui eficiência comprovada, através de inúmeros testes científicos, para neutralização de alérgenos de ácaros, eliminação de fungos e bactérias e ainda para redução da concentração de gás ozônio (gás tóxico responsável pelo agravamento de grande parte das crises alérgicas). Para quem quer comprovar estas informações, muitos testes estão disponíveis no site da empresa: www.airfree.com.br .
 
O Airfree pode ser instalado em escritórios, barcos, casas de praia e de campo, escolas, bibliotecas, acervos, museus, hotéis, hospitais, creches e residências, principalmente em quartos de recém nascidos e alérgicos.
 
AirFree: (11) 3887-3112 / www.airfree.com.br

Crédito:Fatima Nazareth

Autor:Caroline Sanchez

Fonte:Lucky Assessoria