Rio de Janeiro, 09 de Abril de 2020

Mulher é mais prudente ao volante


Um estudo americano põe por terra o eterno clichê sobre as mulheres ao volante, ao revelar que elas dirigem melhor que os homens e arriscam menos a vida na direção.
 
Os homens motoristas correm 78% mais riscos que as mulheres de morrer em um carro, segundo cálculo baseado no número de quilômetros percorridos e que consta deste estudo realizado pela Universidade Carnegie Mellon.
 
A análise foi encomendada pela fundação para a segurança rodoviária da Associação Automotora Americana (AAA) e é apresentada na internet como um site interativo onde os motoristas podem inserir parâmetros como sexo e idade, hora, região onde dirige, em que estação ou em que tipo de veículo, e descobrir suas chances de sofrer um acidente fatal.
 
Detran homenageou mulheres sem multas na carteira

O Detran do Estado do Rio de Janeiro homenageou, 15 motoristas de diferentes categorias profissionais que não tiveram pontos negativos na carteira.
 
Elas foram surpreendidas, no local de trabalho, por uma visita de agentes do departamento.
 
O presidente do Detran, Fernando Avelino, entregou flores pessoalmente um troféu a uma motorista de ônibus, no terminal rodoviário da Rua Nilo Peçanha, altura do Buraco do Lume, no Castelo.
 
As 15 mulheres homenageadas têm conduta exemplar no trânsito: não há multas em seus prontuários.
 
Como muitas das homenageadas são motoristas profissionais, elas provam que a velha máxima "mulher ao volante, perigo constante" foi ultrapassada pela prudência e o respeito às regras de trânsito, nunca esquecidos quando estão dirigindo.
 
O comportamento destas motoristas inspirou o mote da campanha: "Detran com você, mulher, faz um trânsito exemplar".
 
 
 
 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Ascon

Fonte:Universo da Mulher