Rio de Janeiro, 09 de Abril de 2020

Os mitos sobre o mel e os seus reais efeitos

Os mitos sobre o mel e os seus reais efeitos

Muitas pessoas acreditam que o mel gerado pelas abelhas possui propriedades como cicatrizante e tem capacidade de contribuir na cura de doenças respiratórias. Mas ainda existem alguns mitos sobre o “mel”, que ainda possui algumas características e processos desconhecidos. Para melhor compreender e esclarecer estes mitos, a Dra. Samantha Christie Enande, nutróloga da Clínica da Dra. Valéria Marcondes, fala um pouco mais sobre este ingrediente.

 

Nunca se deve dar mel às crianças com menos de um ano, já que elas não possuem anticorpos contra a perigosa bactéria Clostridium botulinum, que pode causar o tão temido botulismo, doença que provoca paralisia muscular. “As bactérias necessárias para proteger o organismo aparecem após o primeiro ano de idade e são essenciais para preservar a saúde”, explica Dra. Samantha. 

Pessoas com mais de um ano de idade podem degustar o mel sem contra-indicações. O mel é considerado benéfico à saúde pois possui carboidratos e energia. Mas atenção! Isso não quer dizer que o mel cura, mas ajuda a lubrificar as vias respiratórias. 

 


Clínica Valéria Marcondes

 

Rua Almirante Pereira Guimarães, 192

Pacaembu

São Paulo/ SP

Fone: (11) 3672-5911

Crédito:Cris Padilha

Autor:Mayra Barreto

Fonte:Universo da Mulher