Rio de Janeiro, 13 de Novembro de 2019

Recuperação pós-treino: como amenizar as dores e restaurar os músculos

 

Microlesões são comuns em um período de até 72 horas

(Crédito: Divulgação)

Se você treina constantemente na academia, sabe que é comum sentir muitas dores musculares após os exercícios. Isso tem uma razão: com movimentos mais intensos, os tecidos musculares sofrem microlesões, que são reparadas com o período de descanso. Sentir dores até três dias depois dos exercícios é absolutamente normal; depois disso, é prudente procurar orientação médica.

Cansaço muscular e fadiga são comuns tanto durante como depois da atividade. O que não é saudável são dores nas articulações. Nesse caso, é necessário saber se a carga não está alta ou se os movimentos estão sendo realizados de forma correta. O exagero pode provocar acidentes e até contundir alguma parte do corpo. As dores são bons indicativos, caso seja dentro das condições já explicitadas -- 72 horas após o treino e apenas nos músculos.

Quando não há dor nenhuma, significa que o tecido já se acostumou com aqueles estímulos. Quando isso acontece, é hora de pensar em uma forma de intensificar ou mudar os exercícios do treino na academia ou em outra atividade física. O indicado é não utilizar remédios para amenizar as dores musculares, uma vez que essa iniciativa pode impedir uma observação mais atenta sobre o tipo de dor que se está sentindo.

É importante que o praticante de academia saiba que o descanso é importante -- até mesmo para quem busca hipertrofia muscular. Portanto, se houver muito incômodo, significa que o músculo ainda não se recuperou totalmente. O melhor a se fazer, então, é trabalhar outro grupo muscular, até que você já se sinta confortável para realizar os exercícios novamente.

Para acelerar a recuperação e amenizar as dores, é fundamental se alimentar de forma adequada e relaxar com a ajuda de um banho, por exemplo. Para esse processo, conte com as proteínas, macronutrientes essenciais para a reparação de fibras musculares. Frango, brócolis, ovo e atum são boas fontes desse nutriente. Você também pode optar por refeições que contenham magnésio, outro micronutriente importante para a recuperação muscular.

Outra alternativa são os suplementos alimentares. Existem diversos produtos no mercado que possuem alta concentração de nutrientes e que podem ajudar na recuperação muscular pós-treino. Eles nunca devem substituir as refeições, mas funcionam como linha auxiliar dos praticantes de academia. Um dos mais famosos dessa categoria é o whey protein, derivado do soro da proteína do leite e utilizado em larga escala por pessoas que realizam atividades físicas com frequência.

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Alice Bachiega

Fonte:Universo da Mulher