Rio de Janeiro, 25 de Junho de 2018

O empoderamento das mulheres no mundo erótico

Maisa Pacheco, tem uma historia que demonstra o crescimento e a valorização das mulheres, seja em que área for.

 Há muito pouco tempo atrás sexo, transar, liberdade sexual, eram palavras que não combinavam com o dicionário feminino. Mas o mundo mudou, as mulheres mudaram..... O modelo "tradicional" do homem provedor e da mulher cuidadora vem dando lugar a um modelo no qual as mulheres e os homens passam a exercer o mesmo papel.

Ao se falar de sexo a mulher vem cada dia mais procurando satisfazer seus desejos e não apenas satisfazer o desejo de seu parceiro. Definitivamente as mulheres entraram no mundo do sexo.

Há menos de um ano, a empreendedora Maísa Pacheco, baiana de 45 anos, resolveu investir em novas formas para promover o seu negócio. Ela é dona, há 20 anos, do sex shop Delirio e Ponto , localizado na Rua da Consolação em São Paulo. A história de Maisa, começa quando ela compra a loja em outubro de 2016 e  ela montou um comércio eletrônico para os seus produtos, além de produzir vídeos para um canal do YouTube, ambos batizados de Delírio e Ponto.

A estratégia funcionou e a empreendedora conseguiu mais que dobrar o faturamento da empresa, pulando de uma média mensal de R$ 42 mil para R$ 96 mil em 2017.

Para 2018, os ventos sopram a favor da mulher empreendedora e guerreira que abre e fecha loja, sol a sol e que planeja no mínimo um faturamento para 2018 de R$ 120 mil / mensal.

Hoje, Maisa é o exemplo para mulheres que não tinham espaço para demonstrar seu valor em uma área "proibida". É prova do empoderamento das mulheres, alem de proporcionar o mesmo status,  a outras tantas mulheres, tornando-as mais fortes, com condições de sentirem-se seguras e autoconfiantes, o que pode auxilia-las não apenas sexualmente, mas pessoalmente e profissionalmente.

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Roseli Bernardes

Fonte:Universo da Mulher