Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 2017

E´possível ter autocontrole emocional no dia a dia?

Nem sempre é possível manter o autocontrole emocional, mas será mesmo que nos dias de correria, frustração, falta de romance na vida conjugal, falta de amor ao próximo e falta de dinheiro no bolso, pode fazer com que tenhamos uma flexibilidade emocional?

De acordo com a psicóloga Letícia Guedes da Clínica Vivencialle, é possível ter autocontrole emocional, porém é muito difícil se manter neutro em algumas circunstâncias do dia a dia.

"Vale lembrar que as pessoas utilizam várias estratégias de regulação da emoção, à medida que as circunstâncias mudam. Quando nos deparamos com uma situação que foge dos parâmetros habituais, devemos enfrentar isso com muita flexibilidade e paciência, saliento que não é fácil controlar as emoções, porém é possível se a pessoa se mantiver calmo e souber reagir sobre as ações impostas por outro alguém ou em alguma situação conflituosa," disse Dra. Letícia.


A flexibilidade emocional pode ser explicada quando o indivíduo se depara com alguma alteração de estado, que para este seja aversiva e isso, muitas vezes, o impede de manter seu autocontrole emocional. "Isso acontece quando saímos da nossa zona de conforto, estabelecemos que certas ocasiões nos deixa um pouco desconfortável, seja ela quando:
_'você marca de sair e a outra pessoa não aparece e não dá nenhuma satisfação'_, _'você se apaixona e não tem o amor correspondido'_ ou quando _'alguém é grosseiro com você'_, essas e outras ocasiões podem acabar causando desconforto e impedindo que tenhamos autocontrole sobre nossa emoção", explica a especialista.

Pessoas que frequentemente usam a aceitação e a reavaliação em diferentes situações de suas vidas apresentam menos problemas emocionais e transtornos psicológicos, comparativamente às pessoas que não são flexíveis na forma como lidam com as suas emoções. Segundo a psicóloga com um tratamento correto é possível fazer com que a pessoa saiba como agir em situações de conflito emocional de maneira assertiva.

"Elaboramos um acompanhamento próprio para cada pessoa, sendo ele útil quando ela se encontrar na sua "zona de desconforto". É preciso adequar-se às circunstâncias do dia a dia, pois muitas pessoas ficam com uma raiva extrema quando, por exemplo, ligam para alguém e não é atendida, essa interpretação da raiva pode tirar todo o controle da pessoa, propiciando a ela realizar comportamentos inadequados," disse.

Tente verificar quando você se comporta diferente, ou seja, quais situações funcionam de "gatilho" para você e tente mudar a sua forma de interpretação da mesma, pois é preciso viver em harmonia. "Alguns comportamentos são valiosos no processo de autocontrole emocional, são
eles: Aceitar, reavaliar, distrair-se, não ficar preso a pensamentos negativos, não agir com agressividade, não criticar os outros entre outros que vão ajudar na sua conduta interpessoal," ressalta Dra.
Letícia.

 


 

Crédito:Cris De Luc

Autor:Lara Caetano

Fonte:UP Assessoria de Comunicação