Rio de Janeiro, 22 de Maio de 2019

94,5% dos pais sentem que seus filhos correm risco na internet

É o que revela pesquisa da F-Secure realizada com 1169 usuários de internet da Inglaterra, Canadá, Estados Unidos, França e Alemanha

Repleta de oportunidades em termos de educação, criatividade e sociabilidade, a internet também apresenta bastante material impróprio para as crianças. Por essa razão, a maioria dos pais está preocupada com a segurança dos filhos e apenas 5,5% deles sentem que eles estão seguros online, segundo pesquisa da F-Secure, fabricante finlandesa de soluções de segurança para redes, servidores, celulares e smartphones, computadores domésticos e corporativos.

O resultado da pesquisa mostra que os pais mais receosos quanto à segurança online dos filhos são os alemães (77% temem segurança online) e os mais confiantes são os ingleses (38% acreditam que é seguro, apesar de apenas 4% acharem que seus filhos estão totalmente seguros online). Nas posições seguintes estão os canadenses, com 7%; os norte-americanos e franceses, com 6%. Quando questionados sobre a afirmação "minhas crianças estão seguras online", quase metade dos pais não concordou.

Apesar da popularização da ferramenta de controle parental disponível nos softwares de segurança, os que os pais mais temem é a exposição de seus filhos a materiais questionáveis na internet. Entre os 1169 entrevistados, 92,5% temem esta exposição e apenas 7,5% acham que as crianças não estão expostas, apesar de quase metade não concordarem com a afirmação "minhas crianças não estão expostas a materiais questionáveis online". Os americanos (12%) e os franceses (12%) foram os que se sentiram mais confiantes em relação a esse quesito.

De acordo com os pesquisadores da F-Secure, 20,3% dos participantes acreditam que as crianças respeitam os limites de tempo estabelecidos. Os norte-americanos (27%) foram mais uma vez os mais seguros quanto ao período de uso da internet, seguidos pelos canadenses (23%) e europeus (17%).

"Os pais estão alertas quanto aos possíveis perigos da internet para seus filhos, mas ainda não se sentem hábeis para protegê-los. Uma dica fácil para minimizar o acesso das crianças a conteúdo impróprio é instalar uma solução de segurança que traga a ferramenta controle parental, com a qual é possível estabelecer os sites que podem ser visitados", explica Gabriel Menegatti, responsável pela área de tecnologia da F-Secure

Sobre a F- Secure
Fundada em 1988, na Finlândia, a fabricante é líder de mercado em soluções de segurança para usuários móveis, operadoras e provedores de serviços. Posicionada como visionária no quadrante mágico elaborado pelo Gartner Institute, a empresa possui escritórios nos Estados Unidos, França, Alemanha, Suécia, Reino Unido, Japão e Brasil. Seu maior diferencial é o tempo de resposta às novas ameaças e invasões e suas soluções estão disponíveis para mais de 160 parceiros como provedores de internet e operadoras de celulares no mundo, tornando a F-Secure líder global nesse mercado. Além disso, as equipes dos laboratórios de pesquisa da F-Secure fornecem informações atualizadas sobre segurança e códigos maliciosos, disponível na internet:http://www.f-secure.com/weblog e  http://www.f-secure.com/virus-info/virus-news.

Mais informações: www.f-secure.com.br

Crédito:Cris Padilha

Autor:

Fonte:Trama Comunicação