Rio de Janeiro, 13 de Novembro de 2019

Adolescentes aderem cada vez mais às cirurgias plásticas

Adolescentes aderem cada vez mais às cirurgias plásticas

As cirurgias plásticas em adolescentes são cada vez mais comuns, sendo que a maioria dos jovens que procuram clínicas de estética ou de cirurgia plástica são meninas, que optam principalmente pelas operações no nariz, mamas e lipoescultura. Geralmente, as adolescentes sabem o que as incomoda em sua aparência, mas dependem financeiramente e também da concordância dos pais para finalmente decidir por uma correção plástica.

Segundo o Dr. Garabet Karabachian Neto, da Clínica de Cirurgia Plástica GKN, atualmente muitas das dúvidas sobre os benefícios das cirurgias plásticas já foram superadas, seja pelo fato de que alguém da família já fez alguma operação estética quanto pelos avanços técnico-científicos na área médica e a qualidade reconhecida dos cirurgiões plásticos brasileiros.

A rinoplastia (cirurgia no nariz) em adolescentes, na maioria das vezes, tem a aprovação dos pais. Este tipo de cirurgia é realizado preferencialmente com anestesia geral, mas também pode ser feito com anestesia local ou sedação. A paciente deve ficar 12 horas em ambiente hospitalar, e após a cirurgia, utilizar um curativo de gesso sobre o nariz, por cinco ou sete dias. “Pela alta freqüência da rinoplastia, este curativo não causa estranheza pelas ruas, há muitas pessoas que ainda estão com o gesso e circulam pelos locais públicos normalmente”, esclarece Dr. Garabet.

No caso da cirurgia das mamas, geralmente os pais concordam quando o caso é a diminuição, já que adolescentes com mamas excessivamente volumosas podem sofrer transtornos físicos ou psicológicos: elas ficam inseguras ao usar biquínis e também podem apresentar problemas de postura. No entanto, quando o caso é de adolescentes com mamas muito pequenas, a decisão de colocar uma prótese de silicone ainda é reprimida por muitos pais, que questionam implicações relacionadas à gravidez e amamentação.

 

A cirurgia para a colocação de prótese de silicone é feita com anestesia geral, peri-dural ou local com sedação. As próteses são colocadas acima ou abaixo do músculo peitoral, sendo que o primeiro caso dói menos e também confere um aspecto mais natural às mamas. As cicatrizes podem ficar nas axilas, em torno das aréolas ou no sulco inferior, mas normalmente opta-se por deixar as cicatrizes nas axilas, o que dá um maior aspecto de naturalidade, como se as mamas não tivessem sido operadas.

 

No caso da lipoescultura, o Dr. Garabet alerta para o fato de que a cirurgia é indicada para eliminar gorduras localizadas, mas muitas adolescentes procuram o método para perder peso. “Lipoescultura e emagrecimento são métodos distintos e com indicações diferentes, com resultados diferentes. Para se chegar ao peso desejado deve-se utilizar os diversos regimes de emagrecimento existentes”, explica o cirurgião plástico.

Quem tem alguma dificuldade respiratória, como por exemplo o desvio de septo nasal, deve realizar as duas cirurgias ao mesmo tempo, a fim de que se melhore a estética e a respiração de uma só vez, evitando problemas de alteração da arcada dentária.

 

Crédito:Fatima Nazareth

Autor:Alessandra Battochio Casolato

Fonte:Universo da Mulher