Rio de Janeiro, 27 de Julho de 2017

Adaptação da criança na escola


Será que fiz a escola certa? Como lidar com as insegurança dos pequenos em um ambiente novo?

 
Antes de decidir em qual escola matricular seus filhos, os pais fazem um intenso trabalho de pesquisa e conhecimento.

Depois de pensar, refletir, conversar e ponderar, enfim vem a definição.
 
“Mesmo assim, é comum que no momento da adaptação da criança surja a desconfortável dúvida: Será que fiz a escolha certa? Isso faz parte desse processo e o importante é se manter seguro e confiar em sua intuição, afinal foi ela que o ajudou na hora da escolha. O processo de adaptação requer cuidados especiais da escola e dos pais. As crianças ainda não possuem recursos internos suficientes para lidar com situações que não experimentaram anteriormente. Cabe aos pais e a escola, facilitar o ingresso da criança nesse novo mundo”, diz Deyse Ford Racy Haddad, diretora da Tiny People Bilingual School.

1- Na mão dos pais:
-Muito do sucesso de uma adaptação sem traumas pode estar nas mãos dos pais. Desde a maneira como conduzirão o relacionamento com a escola, até a segurança que será transmitida, tudo se reflete na maneira como ela vai lidar com essa situação.
 
2- Despedidas:
 
-Despedidas duradouras e às vezes dramáticas ou carregadas de emoção, farão com que soe um alerta de perigo na cabeça da criança, uma vez que seus pais estão preocupados e ansiosos. Independentemente do comportamento delas, os pais devem procurar dar um tom leve e prático às despedidas. Difícil, não é? Mas é fundamental para que a criança perceba que não existe a opção de seu choro prolongar a permanência do pai ou da mãe na escola, o que só aumentaria a ansiedade da criança.
      
3- Permanência:
- Inicialmente, os períodos de permanência na escola devem ser curtos, aumentando gradativamente de acordo com a aceitação da criança. É importante ressaltar que neste p eríodo, a participação dos pais (ou outro responsável) junto a ela, facilita a exploração e a sua integração com o espaço físico e social da escola.
 
4- Confiança:
- É fundamental confiar na experiência da escola e de seus profissionais. Essa confiança é o primeiro passo para que a criança também se sinta segura no novo local.
 
5- Ambiente novo:
-O início da vida escolar é um acontecimento significativo para toda a família, que terá dois grandes desafios pela frente: o ambiente desconhecido e a separação da mãe. Na maioria das vezes, é com a entrada na escola que a criança começa a lidar com outros adultos que não seus pais nem familiares, por isso, ela deve sentir que o ambiente lhe oferece carinho, afeto e segurança, semelhante ao que sente em casa. O mundo da criança com sua família está apoiado em bases sólidas e confiáveis. Um mundo mais amplo a espera para acrescentar sua parte ao que ela já construiu como mode lo de vida.
 
 “ É fundamental que os pais estejam tranquilos com a decisão tomada e a escola feita. Tenham paciência e respeitem o ritmo da criança, pois cada uma tem seu tempo para se adaptar à nova rotina. Qualquer dúvida, perguntem e sigam a orientação da coordenação e direção da escola. Boa sorte!”, finaliza Deyse.
 


Tiny People- www.tinypeople.com.br
 

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Andrea Feliconio

Fonte:Universo da Mulher