Rio de Janeiro, 25 de Janeiro de 2020

Como evitar as estrias?

Podemos dizer que as estrias são "cicatrizes bem leves" na pele, causadas devido a uma força excessiva de alargamento desse tecido.
 
Essa pele se distende muito e/ou em um curto período e não consegue ter “tempo” para produzir todas as substâncias essenciais de preenchimento em quantidade adequada para tornar o aspecto de pele saudável, assim ela se rompe.   
 
Em geral, são causadas por aumentos significativos de peso, como na puberdade ou na gravidez. Alargou tanto que acabo rompendo, sem ter substâncias.
 
As estrias são comuns no corpo das meninas e geralmente todas têm uma ou outra, em maior ou menor grau, principalmente em glúteos, coxas e mamas (que aumentam de tamanho logo após entrar na puberdade, isto é, logo após menstruar pela primeira vez). 
 
Mas quando elas aparecem em quantidade exagerada em coxas, glúteos, braços, em abdome ou atrás dos joelhos, pode ser um sinal de aumento exagerado no peso.
 
No caso dos meninos, é comum encontrá-las nas costas, devido ao estirão do crescimento na puberdade.
 
Crescem muito rápido e aí distende a pele. Isso é o aumento em altura. Quando aumenta demais o peso, pode dar estrias em abdome, coxa e tórax.
 
Por isso é muito importante ter uma alimentação adequada e fazer exercício físico. E qualquer dúvida, principalmente de peso e altura, procurar um profissional especializado.

Qual a diferença entre os tipos de estrias ?
 
Existem dois tipos de estrias: as vermelhas e as brancas.
 
As estrias vermelhas são as mais recentes, duram alguns meses assim antes de ficarem brancas.
 
Elas têm essa cor, pois ainda têm vascularização adequada e nutrientes para que possa tentar recuperar essa pele. Se tratada rápida e adequadamente, pode melhorar em até 100% e desaparecer totalmente.
 
Mas isso não acorrerá com as estrias brancas, que já é uma fase posterior àquelas estrias vermelhas que não foram tratadas ou que continuaram a ser distendidas (por exemplo, a pessoa continuou a engordar).
 
Elas não só mudam de cor, mas com o tempo elas ficam mais fundas, com aparência de “pele envelhecida”, perceptível ao se passar as mãos por cima da pele, e podem ficar mais largas e compridas.
 
Já no caso das estrias brancas, já não se consegue apagá-la totalmente, mas se pode melhorá-las até 70%. 
 
E esse critério de melhora abrange tudo, tanto a cor que se aproxima mais a cor da pele da pessoa, quanto a largura diminui, quanto a profundidade (fica mais nivelada com a pele), menos perceptível ao toque, etc. Mas se olhar de perto, ainda conseguirá observá-las... mas bem mais discretas.
 
Como se pode aumentar essas substâncias essenciais da pele para melhorar o aspecto das estrias ?
 
Uma vez aparecidas as estrias, teremos que analisar a idade, o tipo de pele, a cor da pele, o tipo de estria, enfim, vários critérios para vermos os melhores ácidos, peelings e mesoterapia indicada.
 
Independente dos produtos que compõem esses tratamentos, podemos listá-los em 2 tipos:
 
1)Aplicação de cremes dermatológicos com ácidos e hidratantes específicos (uso noturno e uso diurno).
 
É uma etapa importantíssima. Dependendo do caso, pode ser a única necessária.
Para que ocorra estimulação adequada da pele, tem que haver vermelhidão significativa no local, caso contrário, os resultados são muito pobres. Não adianta apenas hidratar aquela pele lesionada, tem que haver estimulação local para que os resultados sejam significativos.

2) Procedimentos médico realizados apenas em consultório.

Os mais realizados e que possuem a melhor relação custo-benefício são: Peelings químicos e mesoterapia/intradermoterapia. Os menos usados são laser, luz pulsada e raspagem (atrito físico).

Peelings Químicos
São ácidos especiais que aplicados no consultório, provocam uma leve descamação da pele, estimulando a microcirculação local e levando à formação de novas fibras de colágeno.

 
Mesoterapia (Intradermoterapia)
A intradermoterapia consiste na aplicação de substâncias que estimulam a formação de uma nova pele. Para tanto, usam-se ácidos como o glicólico e a vitamina C, mais um mix de substâncias que estimulam o enrijecimento dos tecidos. O ácido provoca estimulação celular. Com isso, o organismo se defende, formando novas células epiteliais e novas substâncias para preencher aquela "pele fina e sem vida".
 
Esse coquetel de substâncias é injetado através de agulhas finíssimas em toda a extensão das estrias, melhorando a circulação local e aumentando a produção de colágeno. Dessa forma, conseguimos diminuir a altura e espessura das estrias.  
 
Essas substâncias vão fazendo as estrias voltarem a ficar vermelhinhas, diminuírem de tamanho e recuperando a pele. Tem resultados excepcionais se as estrias forem vermelhas ou recentes.
Esse tratamento é bem mais eficaz que apenas o uso dos ácidos e cremes, mas se deve ter a avaliação do médico para saber se é indicado para seu caso.

OBS: Texto apenas informativo. Sempre procure seu médico para uma melhor avaliação.
 
 
 
 
 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Dra Gisele Barbosa

Fonte:www.dragisele.med.br