Rio de Janeiro, 17 de Agosto de 2017

Profissional Moderno

Profissional Moderno
Não é novidade para ninguém que os efeitos dos acontecimentos agora atingem o globo como um todo, com uma intensidade inimaginável a cada ano.
 
A vida está mais rápida, mais moderna, mais variada e também muito estressante. A maioria mal tem tempo para respirar.
 
A velocidade com que tudo acontece é alucinante e quem não acompanhar com a mesma rapidez será “atropelado” pela inovação e desenvolvimento a cada dia.
 
Em cada segundo surgem soluções tecnológicas para tudo, o que antes demorava horas ou até dias, hoje demora minutos.
 
O profissional moderno, que quer alcançar o sucesso em meio a este turbilhão de mudanças, tem que ser multifuncional, tem que interessar-se em participar dos processos organizacionais e atuar para alcançar os objetivos da empresa, que estão ligados aos dele.
 
Aqueles que fizerem menos do que isso correm o sério risco de passar a fazer parte da volumosa massa de desempregados brasileiros.
 
Existem pontos extremamente importantes que o profissional moderno deve aperfeiçoar em seu perfil profissional.
 
Pontos estes que podem levá-lo ao sucesso, às conquistas e à realização pessoal e profissional.
 
Nada é fácil, tudo depende de disciplina, determinação, perseverança, comprometimento e sentimento, ou seja, devem ser traçadas metas e junto a isso deve existir a verdadeira vontade de atingi-las.
 
O profissional de hoje não é mais executador, não é mais aquele que vai e faz sem ao menos saber porque.
 
Este profissional deve ter a visão do todo, deve não só executar como também pensar, planejar, inovar, aperfeiçoar.
 
A troca de informações é extremamente importante no meio corporativo porque faz com que os desencontros tornem-se raros e a estabilidade do grupo é conquistada, o que resultará em sucesso para toda a equipe.
 
Quando se pergunta por que tanta gente que retorna ao mercado de trabalho não consegue recolocação, deve-se avaliar a postura destas pessoas perante o novo.
 
A pessoa que deixa mecanicamente o escritório após o fim do expediente tem dificuldade de entender por que ficar mais uma ou duas horas pode ser tão importante em determinadas ocasiões.
 
Há tarefas que se deixadas para o dia seguinte, perdem completamente o sentido!
 
Ater-se apenas ao lado operacional da profissão, sem envolvimento sentimental, ou comprometimento, interfere de forma negativa no resultado do trabalho desenvolvido.
 
O profissional que não coloca o coração no seu dia-a-dia, que não se envolve, que não participa, nada mais é que mais um na folha de pagamento.
 
Para ser notado, precisa se fazer notar.
 
Aquele que se envolve, busca informações, interage não só com a sua área, mas sim com vários setores da empresa tem a importante e satisfatória tarefa de munir com dados externos, relacionando questões da empresa com notícias da mídia, acontecimentos em uma empresa concorrente ou parceira, tem informações importantes sobre um grande cliente, enfim, ele passa a ser um ponto de extrema necessidade e importância para a organização manter-se sempre um passo à frente.
 
O bom profissional tem equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, sabe lidar com o curto tempo e alta demanda de responsabilidades, e devido a esta maturidade e flexibilidade tem grandes chances de ser eficiente e reconhecido.
 
Ninguém nasce sabendo, mas alguns têm a vontade de saber e outros não, alguns têm interesse em atingir um ponto alto da carreira e outro está acomodado naquela vida pacata, porém estável.
 
O novo é assustador para todos, devido ao terrível medo do fracasso que o ser humano tem, mas nos dias de hoje devemos transformar este sentimento negativo em energia canalizada em prol das metas, do crescimento e da evolução.
 
As pessoas devem deixar o orgulho de lado e no lugar dele colocar a vontade de aprender, de ampliar o leque de responsabilidades, de buscar domínio em algumas tarefas, mas para tudo isto é preciso buscar com colegas, chefes, familiares respostas às dúvidas, porque não há nada mais improdutivo do que ficar tentando acertar por tentativa ou erro.
 
É fundamental que este profissional se envolve e busque entender os processos e sempre que possível participar deles, pois ao longo do caminho, nas mais diversas situações, precisará representar seu superior ou mesmo a empresa e para isso deverá ter uma visão ampla da organização, ou ao menos da área em que atua.
 
O bom profissional é aquele que questiona, que apresenta sugestões, tem atitudes pró-ativas que conquistam a confiança em seu ambiente de trabalho.
 
A pessoa comprometida tem a facilidade de notar quando é necessário ficar, quando há um projeto que depende do desempenho dela naquele momento e não deve ser deixado para depois.
 
Profissionais de sucesso, reconhecidos e bem colocados têm agenda montada a partir do conceito de envolvimento com o trabalho e não com o horário do fim do expediente.
 
São práticos e focados, deixam explícitos os objetivos, pois assim será melhor alcançá-los.
 
Eles trabalham com senso de prioridade, dividindo a tarefa por categorias, o que otimiza o rendimento do tempo e evita erros, esquecimentos e retrabalho.
 
Aceitam críticas, oferecem liberdade às pessoas para orientá-los quando necessário.
 
Procuram sempre se superar, buscando maneiras de fazer melhor cada uma de suas atividades, e por esta razão o estabelecimento de metas e desafios pessoais são de grande importância para sua carreira.
 
São pró-ativos e usam a criatividade para dar um toque especial àquilo que fazem.
 
Sabem separar a vida pessoal da profissional, mantêm a cabeça no trabalho durante o expediente e evitam que problemas particulares atrapalhem a qualidade do trabalho e vice-versa.
 
Lidam bem com os próprios sentimentos e emoções, procurando responder às situações com maturidade, inteligência e sensibilidade.
 
São flexíveis, o que é fundamental para ser capaz de se ajustar a situações inesperadas.
 
E principalmente aprendem com quem está em volta, além de desenvolverem suas habilidades por meio da prática, do estudo da educação e do treinamento.
 
O profissional moderno sabe o que quer e traça o caminho para conseguir, ele trabalha em equipe, delega, troca idéias, interage, dá e recebe feedback.
 
Depois de todas estas informações eu lhe questiono: VOCÊ É UM PROFISSIONAL MODERNO?
 
Se sim, parabéns, continue neste caminho e terá sucesso em sua carreira, se não, corra, conscientize-se e mexa-se porque o tempo passa muito rápido e com ele sua chance de realização e felicidade.
 
 
 
Andréia Alves de Brito Guedes é Consultora em RH da SEC Talentos Humanos e atua na área há 9 anos. andreia@secth.com.br / www.secth.com.br
 
 
 
 

Crédito:Andréia Guedes

Autor:Andréia Guedes

Fonte:Universo da Mulher