Rio de Janeiro, 17 de Agosto de 2017

Mapa da Violência 2015: Homicídio de Mulheres no Brasil

Homicídio contra negras aumenta 54% em 10 anos, aponta Mapa da Violência 2015

Estudo revela ainda que 50,3% das mortes violentas de mulheres são cometidas por familiares e 33,2% por parceiros ou ex-parceiros. Entre 1980 e 2013 foram vítimas de assassinato 106.093 mulheres, 4.762 só em 2013.
 

O Mapa da Violência 2015, elaborado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), aponta um aumento de 54% em dez anos no número de homicídios de mulheres negras, passando de 1.864, em 2003, para 2.875, em 2013.

No mesmo período, a quantidade anual de homicídios de mulheres brancas caiu 9,8%, saindo de 1.747 em 2003 para 1.576 em 2013.

O lançamento da pesquisa conta com o apoio do escritório no Brasil da ONU Mulheres, da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) e da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos.

Nesta edição, o estudo foca a violência de gênero e revela que, no Brasil, 55,3% desses crimes foram cometidos no ambiente doméstico e 33,2% dos homicidas eram parceiros ou ex-parceiros das vítimas, com base em dados de 2013 do Ministério da Saúde.

O país tem uma taxa de 4,8 homicídios por cada 100 mil mulheres, a quinta maior do mundo, conforme dados da OMS que avaliaram um grupo de 83 países.

 

www.mapadaviolencia.org.br 
Lançamento - Mapa da Violência 2015 | Homicídio de mulheres no Brasil
Julio Jacobo Waiselfisz (Flacso)
Dia 9/11/2015. 10 horas
Casa da ONU – Complexo Sérgio Vieira de Mello – Sala LCC Setor de Embaixadas Norte – Quadra 802
Lote 17 CEP: 70800-400
Brasília-DF

 

Crédito:Luiz Affonso

Autor:Redação

Fonte:Mapa da Violencia